Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 4 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Cadastro do 'Fome Zero' apresenta irregularidades



05/06/2003 | 00:31


O ministro extraordinário de Segurança Alimentar e Combate à Fome, José Graziano, disse quarta-feira que os comitês gestores do Fome Zero identificaram diversas pessoas que foram incluídas, indevidamente, no cadastro dos municípios onde o programa foi adotado e não preenchem os critérios para receber o benefício de R$ 50 mensais por meio do cartão-alimentação.

“Nós estamos tendo de checar a lista exatamente por isso. O cadastro que nós recebemos e que estava pronto no ano passado tem muitas dessas pessoas que foram incluídas indevidamente, por favorecimento, por parentesco, por oportunismo”, afirmou Graziano, após participar de uma solenidade, no Palácio da Liberdade, que oficializou a adesão do governo mineiro ao Fome Zero.

Ele garantiu, contudo, que nenhum benefício foi pago indevidamente. O cartão-alimentação é destinado às famílias que possuem renda mensal de até meio salário mínimo. “Nós não tivemos ainda registro, nos quase 200 municípios em que o programa está implantado, de nenhuma denúncia de pessoas que estejam recebendo indevidamente.” O ministro disse que as próprias comunidades têm fiscalizado e exigido o cumprimento dos critérios definidos.

Segundo ele, grande parte dessas famílias excluídas pelos comitês gestores é de pessoas que trabalham nas prefeituras municipais ou que, no ano passado, “foram favorecidas no processo político”.

De imediato, 38 municípios dos vales do Jequitinhonha e Mucuri serão incluídos no programa. De acordo com Graziano, no prazo de um mês, as cerca de 18 mil famílias deverão estar recebendo os recursos.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Cadastro do 'Fome Zero' apresenta irregularidades


05/06/2003 | 00:31


O ministro extraordinário de Segurança Alimentar e Combate à Fome, José Graziano, disse quarta-feira que os comitês gestores do Fome Zero identificaram diversas pessoas que foram incluídas, indevidamente, no cadastro dos municípios onde o programa foi adotado e não preenchem os critérios para receber o benefício de R$ 50 mensais por meio do cartão-alimentação.

“Nós estamos tendo de checar a lista exatamente por isso. O cadastro que nós recebemos e que estava pronto no ano passado tem muitas dessas pessoas que foram incluídas indevidamente, por favorecimento, por parentesco, por oportunismo”, afirmou Graziano, após participar de uma solenidade, no Palácio da Liberdade, que oficializou a adesão do governo mineiro ao Fome Zero.

Ele garantiu, contudo, que nenhum benefício foi pago indevidamente. O cartão-alimentação é destinado às famílias que possuem renda mensal de até meio salário mínimo. “Nós não tivemos ainda registro, nos quase 200 municípios em que o programa está implantado, de nenhuma denúncia de pessoas que estejam recebendo indevidamente.” O ministro disse que as próprias comunidades têm fiscalizado e exigido o cumprimento dos critérios definidos.

Segundo ele, grande parte dessas famílias excluídas pelos comitês gestores é de pessoas que trabalham nas prefeituras municipais ou que, no ano passado, “foram favorecidas no processo político”.

De imediato, 38 municípios dos vales do Jequitinhonha e Mucuri serão incluídos no programa. De acordo com Graziano, no prazo de um mês, as cerca de 18 mil famílias deverão estar recebendo os recursos.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;