Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 4 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Temporada pede atenção com cerol


Sucena Shkrada Resk
Do Diário do Grande ABC

28/12/2004 | 10:20


O risco de acidentes provocados por linhas de pipa com cerol (mistura de vidro moído com cola) aumenta nos períodos de férias. Domingo, o motoqueiro Wagner Oliveira da Cruz, 26 anos, morreu ao ser ferido pela linha com cerol quando passava com sua moto pelo Rodoanel, em Osasco, na região metropolitana de São Paulo. Uma das mais recentes vítimas na região é o autônomo Marcos Souza Maciel, 28, que na última sexta-feira escapou por pouco da morte ao ter seu pescoço e três dedos da mão esquerda cortados. O incidente ocorreu quando Maciel passava, também de moto, na altura do número 2.000 da avenida Capitão Mário de Toledo, em Santo André. O saldo foi um total de 25 pontos nos ferimentos e o afastamento de suas funções no trabalho por pelo menos 10 dias. "Tive medo de morrer. Pedi misericórdia a Deus."

Maciel conta que o fio cortante veio de um terreno baldio próximo, onde meninos brincavam. "Senti uma queimação no meu pescoço e tirei o fio com a mão, quando percebi que estava sangrando. Os meninos fugiram. Tive apoio de uma senhora, que ligou para o resgate", conta Maciel. O autônomo foi atendido no CHM (Centro Hospitalar Municipal) de Santo André.

O Corpo de Bombeiros não tem esse tipo de ocorrência especificado. "Sabemos que nas férias escolares o número de casos aumenta, mas ficam inseridos em incidentes de queda de moto ou pessoa ferida por instrumento", explica o primeiro-tenente Luís Carlos Lino Marques, do 8º Grupamento de Bombeiros, que cobre o Grande ABC. Segundo ele, a orientação é que nunca se utilize cerol em pipas. "E devem ser empinadas em locais distantes de fiação elétrica e de vias públicas", alerta. O oficial também dá dicas de prevenção aos motoqueiros, consideradas as principais vítimas do cerol. "É ideal que usem jaquetas de couro com proteção no pescoço e antena flexível de proteção na moto, que serve como obstáculo ao fio". Essas antenas custam hoje entre R$ 2 e R$ 10, de acordo com o modelo.

A medida já é adotada pela Guarda Municipal de São Bernardo. Segundo a assessoria de imprensa da Prefeitura, após incidentes com cerol que feriram dois guardas há dois anos, 15 das 16 motocicletas utilizadas pela corporação são equipadas com antenas.

O cerol também pode cortar fios de alta tensão, o que pode causar falta de energia elétrica, choques nas pessoas e, conseqüentemente, mortes. De acordo com a assessoria de imprensa da Eletropaulo, dos cerca de 140 acidentes graves que aconteceram neste ano nos 24 municípios da Grande São Paulo (incluindo o Grande ABC), 19 foram resultantes de pipas enroscadas em fios de alta tensão (13 mil volts).

  

Legislação – A maioria dos municípios da região também tem leis que proíbem a produção e utilização do cerol, mas na prática há dificuldade de implementar a legislação, como constata o subcomandante da Guarda Municipal de São Caetano, Clóvis Carvalho. "Chegamos a apreender até cinco rolos de linha com cerol por dia nos mais variados locais. A maioria das infrações é praticada por menores de idade, o que impede que efetivamente apliquemos as multas aos adultos ou responsáveis, que variam de R$ 150 (utilização) a R$ 300 (produção)", explica.

Walter Antonio César, delegado assistente da Seccional de Santo André, também constata o problema. "São poucos casos que geram boletim de ocorrência porque os ferimentos são superficiais. Quando é grave, o médico que atende a ocorrência é obrigado a informar à polícia. Mas temos poucos registros."

No código penal, os incidentes provocados por cerol estão inseridos nos crimes de lesão corporal, que podem gerar penas de três meses a um ano de prisão. Também há situações que são classificadas como homicídio culposo (sem intenção), com detenção de um a três anos.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;