Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 7 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Conselho de Ética vota parecer contra Vadão Gomes nesta quarta


Do Diário OnLine
Com Agência Câmara

02/05/2006 | 15:32


O Conselho de Ética da Câmara vota nesta quarta-feira o processo contra o deputado Vadão Gomes (PP-SP). O parecer do deputado Moroni Morgan (PFL-CE), recomenda a cassação do mandato do parlamentar, acusado de ser um dos beneficiários do ‘valerioduto’. A reunião está marcada para as 11 horas.

A votação do parecer estava agendada para a semana passada, no entanto, um pedido de vista do deputado Nelson Trad (PMDB-MS) adiou a votação. Trad fez a requisição por causa do baixo quórum.

Vadão Gomes é acusado de ter recebido R$ 3,7 milhões em dinheiro do empresário Marcos Valério Fernandes de Souza, apontado como operador do ‘mensalão’. A quantia teria sido repassada ao parlamentar nos dias 5 de julho e 16 de agosto de 2004, em um hotel em São Paulo. O relator considera "indícios fortíssimos" do envolvimento de Vadão os telefonemas de Marcos Valério ao deputado em datas próximas às da suposta entrega do dinheiro.

Em sua defesa, Vadão disse que nada foi comprovado contra ele. "Existe um crime, não há cadáver, não há arma e o local é duvidoso", afirmou. O deputado negou as denúncias e garantiu que não esteve na capital paulista nas datas citadas pelo relator. Como prova, o deputado chegou a apresentar registros de seu avião particular, que estaria em outro Estado, e dados de seu sigilo telefônico, que comprovariam que ele estava em Goiás.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Conselho de Ética vota parecer contra Vadão Gomes nesta quarta

Do Diário OnLine
Com Agência Câmara

02/05/2006 | 15:32


O Conselho de Ética da Câmara vota nesta quarta-feira o processo contra o deputado Vadão Gomes (PP-SP). O parecer do deputado Moroni Morgan (PFL-CE), recomenda a cassação do mandato do parlamentar, acusado de ser um dos beneficiários do ‘valerioduto’. A reunião está marcada para as 11 horas.

A votação do parecer estava agendada para a semana passada, no entanto, um pedido de vista do deputado Nelson Trad (PMDB-MS) adiou a votação. Trad fez a requisição por causa do baixo quórum.

Vadão Gomes é acusado de ter recebido R$ 3,7 milhões em dinheiro do empresário Marcos Valério Fernandes de Souza, apontado como operador do ‘mensalão’. A quantia teria sido repassada ao parlamentar nos dias 5 de julho e 16 de agosto de 2004, em um hotel em São Paulo. O relator considera "indícios fortíssimos" do envolvimento de Vadão os telefonemas de Marcos Valério ao deputado em datas próximas às da suposta entrega do dinheiro.

Em sua defesa, Vadão disse que nada foi comprovado contra ele. "Existe um crime, não há cadáver, não há arma e o local é duvidoso", afirmou. O deputado negou as denúncias e garantiu que não esteve na capital paulista nas datas citadas pelo relator. Como prova, o deputado chegou a apresentar registros de seu avião particular, que estaria em outro Estado, e dados de seu sigilo telefônico, que comprovariam que ele estava em Goiás.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;