Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 1 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Falta limpeza e segurança a córrego em S.Bernardo


Ana Carolina Negrão
Especial para o Diário

02/03/2006 | 08:16


A manicure Shirley Aparecida Portugal, 47 anos, ainda guarda o protocolo número 15/2006 do último dia 25 de janeiro, onde pedia à Prefeitura de São Bernardo providências com relação ao córrego que passa em frente a sua casa. Moradora há quatro anos na avenida Marginal, no bairro Baeta Neves, ela reclama da falta de limpeza do córrego Taioca, na divisa com Santo André.

O lixo acumulado atrai baratas e ratos, e causa mau cheiro insuportável à vizinhança. “Toda noite aparecem um ou dois ratos na ratoeira”, disse a manicure. Alguns vizinhos desistiram de esperar uma resposta da Prefeitura e fizeram o trabalho da administração. No mês passado, um dos moradores tirou todo o mato num trecho da margem. “Se depender da Prefeitura, esse córrego não vai ficar limpo. Só ficará se os moradores fizerem um mutirão”, acredita o motorista Marco Antônio Gonçalves, 39 anos.

A falta de segurança é outro problema apontado pelos moradores. A área do córrego que margeia a avenida não tem mureta de proteção. A também manicure Elizabeth Rodrigues Galdino, 50 anos, disse que acidentes no local são comuns. “Uma criança de 7 anos caiu e torceu o pé, fui eu quem a socorreu”, revelou. Ela lembra de mais dois casos, de um homem e de um carro, que teriam caído dentro do córrego.

Protesto –   Os moradores fizeram um abaixo-assinado e o enviaram à Prefeitura, que só teria carpido o mato, sem retirá-lo das margens. “As pessoas não gostam de se envolver com esses problemas, é estressante ver o descaso como o contribuinte é tratado”, disse Shirley.

A Prefeitura de São Bernardo informou que a limpeza do córrego Taioca será feita na primeira quinzena de abril. Sobre os ratos e insetos, o Centro de Controle de Zoonoses da cidade informou ter desratizado o bairro Baeta Neves no início deste ano. A Prefeitura disponibilizou o telefone 0800-7708156 para que os moradores entrem em contato com a administração. (Supervisão de Cláudia Fernandes)


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Falta limpeza e segurança a córrego em S.Bernardo

Ana Carolina Negrão
Especial para o Diário

02/03/2006 | 08:16


A manicure Shirley Aparecida Portugal, 47 anos, ainda guarda o protocolo número 15/2006 do último dia 25 de janeiro, onde pedia à Prefeitura de São Bernardo providências com relação ao córrego que passa em frente a sua casa. Moradora há quatro anos na avenida Marginal, no bairro Baeta Neves, ela reclama da falta de limpeza do córrego Taioca, na divisa com Santo André.

O lixo acumulado atrai baratas e ratos, e causa mau cheiro insuportável à vizinhança. “Toda noite aparecem um ou dois ratos na ratoeira”, disse a manicure. Alguns vizinhos desistiram de esperar uma resposta da Prefeitura e fizeram o trabalho da administração. No mês passado, um dos moradores tirou todo o mato num trecho da margem. “Se depender da Prefeitura, esse córrego não vai ficar limpo. Só ficará se os moradores fizerem um mutirão”, acredita o motorista Marco Antônio Gonçalves, 39 anos.

A falta de segurança é outro problema apontado pelos moradores. A área do córrego que margeia a avenida não tem mureta de proteção. A também manicure Elizabeth Rodrigues Galdino, 50 anos, disse que acidentes no local são comuns. “Uma criança de 7 anos caiu e torceu o pé, fui eu quem a socorreu”, revelou. Ela lembra de mais dois casos, de um homem e de um carro, que teriam caído dentro do córrego.

Protesto –   Os moradores fizeram um abaixo-assinado e o enviaram à Prefeitura, que só teria carpido o mato, sem retirá-lo das margens. “As pessoas não gostam de se envolver com esses problemas, é estressante ver o descaso como o contribuinte é tratado”, disse Shirley.

A Prefeitura de São Bernardo informou que a limpeza do córrego Taioca será feita na primeira quinzena de abril. Sobre os ratos e insetos, o Centro de Controle de Zoonoses da cidade informou ter desratizado o bairro Baeta Neves no início deste ano. A Prefeitura disponibilizou o telefone 0800-7708156 para que os moradores entrem em contato com a administração. (Supervisão de Cláudia Fernandes)

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;