Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 5 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

São Caetano inicia distribuição de verba para a compra de uniforme

André Henriques/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Responsáveis por alunos da rede municipal receberão R$ 200 cada para aquisição de kit composto por sete peças


Daniel Macário

02/12/2017 | 07:00


A Prefeitura de São Caetano iniciou ontem a distribuição de vouchers para aquisição de uniformes escolares a serem utilizados no ano letivo de 2018. Com a medida, cada estudante da rede municipal será contemplado com o valor de R$ 200 para que a própria família adquira as roupas. O crédito será depositado na conta bancária do responsável legal na primeira quinzena de janeiro.

Entregues para representantes da APM (Associação de Pais e Mestres) de 64 unidades de ensino, durante cerimônia realizada no Teatro Paulo Machado de Carvalho, os vouchers deverão ser retirados a partir da próxima semana por responsáveis legais de cada aluno durante o ato de matrícula e rematrícula escolar.

Esta será a primeira vez em que a Prefeitura de São Caetano deixará de lado a licitação tradicional, com contrato de fornecedora para depois repassar as peças aos 25 mil alunos matriculados. 

Ao todo, serão investidos R$ 4,5 milhões para aquisição dos kits de uniforme escolar, composto por sete peças cada, sendo duas camisetas manga curta, uma de manga longa, duas calças compridas, uma jaqueta com capuz e uma bermuda. Os vestuários poderão ser adquiridos em qualquer estabelecimento, desde que o mesmo forneça nota fiscal contendo o CPF do responsável para comprovação da aquisição das peças.

Embora represente um custo maior aos cofres públicos, se comparado ao valor de R$ 3,5 milhões investido em 2016 para a compra das peças, na avaliação do prefeito José Auricchio Júnior (PSDB), o novo modelo adotado pela Prefeitura deverá proporcionar maior segurança ao sistema. “Ao transferir para os responsáveis legais de cada aluno o recurso, você melhora a qualidade da compra e, obviamente, o resultado dessa aquisição que será feita dentro do prazo, sem qualquer burocracia, que antes era causada pela licitação”, explica.

O sistema, que deverá impulsionar a economia local, com a produção das peças por confecções localizadas no próprio município, segundo a secretária de Educação, Janice Paulino César, deve facilitar também a vida de estudantes. “Agora mães e pais poderão pedir a peça na medida certa para seus filhos, o que era inviável com a produção em atacado”, avalia.

Ontem, durante a entrega dos vouchers e também da apresentação do novo modelo do uniforme escolar da rede municipal, responsáveis por estudantes e docentes dividiram opinião sobre a medida. “É um modelo bom desde que a fiscalização seja efetiva e se tenha um controle do uso correto deste dinheiro”, disse Aciane Moreto Bonfim, representante da APM da Emef (Escola Municipal de Ensino Fundamental) Bartolomeu Bueno da Silva.

Para a dona de casa Maria José da Silva, 27, o valor ainda deixa a desejar. “Não sei se vou conseguir comprar tudo com essa quantia”, relata. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;