Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 30 de Março

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Calvário continua e Palmeiras perde do Paraná por 4 a 2


Do Diário OnLine

05/11/2006 | 20:11


O Palmeiras continua seu calvário no Campeonato Brasileiro. Neste domingo, o torcedor do Verdão foi obrigado a amargar mais uma derrota. O vilão da vez foi o Paraná, que em casa bateu o time paulista por 4 a 2, em jogo válido pela 33a rodada da competição.

O resultado deixa a equipe do Palestra Itália ainda perto da zona de rebaixamento. Com 37 pontos, o Palmeiras está em 15o lugar, três na frente da Ponte Preta, o primeiro entre os clubes que seriam rebaixados se o campeonato terminasse hoje. Já o Paraná está em quinto, com 53, na zona de classificação para a Taça Libertadores da América.

Na noite deste domingo, o Verdão ainda saiu na frente, com gol de Juninho Paulista, aos 23 minutos do primeiro tempo. Ainda antes de terminar a etapa inicial, aos 45, a equipe da casa empatou com Sandro.

No segundo tempo, mais uma vez o alviverde mostrou que poderia triunfar na reestréia do técnico Jair Picerni. Aos cinco minutos, Edmundo desempatou. Mas a festa durou pouco, já que aos 10 Cristiano deixou novamente tudo igual. O Palmeiras não conseguiu segurar a força paranaense e ainda levou mais dois gols, marcados por Sandro, aos 22, e Gustavo, aos 26 da etapa final.

Na próxima rodada, o Verdão recebe o Fortaleza na quarta-feira para tentar se recuperar e sair da crise. O Paraná, por sua vez, pega no mesmo dia o Vasco no Rio de Janeiro.

Jogo –
A estréia do novo técnico, Jair Picerni, fez com que os palmeirenses iniciassem a partida com vontade de voltar a vencer no Brasileirão. O Paraná, brigando por uma vaga na Libertadores 2007 também parecia disposto a jogar um bom futebol, o que tornou o confronto eletrizante desde o primeiro minuto.

Por isso, o goleiro paranaense Marcos Leandro e o do Palmeiras, Marcos, foram obrigados a trabalhar muito. Antes dos 10 minutos da etapa inicial, os dois já haviam feito belas defesas.

Aos poucos, o alviverde ia conseguindo manter a tranqüilidade e começou a impor um bom futebol sobre o adversário. O resultado dessa “estabilidade” veio aos 23 minutos, quando Amaral cruzou da direita, Juninho dominou e colocou a bola no fundo das redes.

Depois do gol, o Verdão começou a ficar mais atento quanto a marcação, tanto que evitou lances perigosos que os mandantes tentavam criar. No entanto, bastou uma desatenção para acontecer o empate. Aos 45 do primeiro tempo Peter entrou em velocidade na área, tirou Marcos da jogada e rolou para Sandro que só teve o trabalho de empurra a bola para empatar a partida.

No segundo tempo, tudo parecia que caminhava para uma feliz noite do Palmeiras. Após bela defesa de Marcos, o time de Picerni foi para o setor ofensivo em velocidade e a bola bateu na mão de Gustavo: pênalti. Edmundo bateu e colocou novamente os paulistas  na frente.

Mas quando a fase não é boa até o ídolo atrapalha. Aos 10 minutos, Marcos furou uma bola ao tentar afasta-la da grande área. Então, ela sobrou limpa para Cristiano que novamente empatou o jogo.

O gol com falha do maior astro da equipe desestabilizou o Verdão, que sucumbiu ao adversário minutos depois. Aos 22, Sandro marcou na saída desesperada do goleiro palmeirense. Já aos 26, foi a vez de Gustavo aproveitar assistência de Sandro para de cabeça definir o marcador.

O Paraná ainda teve chances de transformar a vitória em goleada nos minutos finais, mas não conseguiu devido a falta de pontaria dos atacantes.


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;