Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 9 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Comando da PM diz que caso será investigado


Adriana Ferraz
Do Diário do Grande ABC

29/10/2008 | 07:07


Comandante geral da Polícia Militar no Grande ABC, Cláudio Rissoto, comentou a acusação da família Ribeiro de Moura. O coronel garantiu que todas as denúncias já estão sendo investigadas pela PM, Polícia Civil e Corregedoria sem qualquer corporativismo. "Se for constatado envolvimento de policial, vamos punir." Confira os principais pontos da entrevista:

DIÁRIO: Como a Polícia Militar ficou sabendo da morte de Leandro Ribeiro de Moura?

CLÁUDIO RISSOTO: Por meio da nossa central 190. Recebemos uma chamada às 18h40 daquele dia e logo mandamos uma viatura, acompanhada de outro carro da Força Tática. Os policiais fizeram o socorro, por isso, levaram o rapaz ao hospital. Não podemos constatar a morte de uma pessoa baleada, só os médicos.

DIÁRIO: O senhor tem dados sobre a perícia, sabe se a cena do crime foi preservada?

RISSOTO: Após a saída das primeiras viaturas com Leandro, outro carro foi enviado para preservar o local. Temos os números das viaturas. O papel da Polícia Militar foi feito, o que temos de investigar agora é se houve participação de policial ou não. Assim que recebemos a denúncia, pela corregedoria, abrimos um inquérito. Todas as testemunhas serão ouvidas. Os militares apontados também.

DIÁRIO: Como estão as investigações? Há sinais de participação de militares? Qual o prazo para a conclusão?

RISSOTO: Até agora não se pode dizer se há ou não participação de policiais porque não temos uma definição sobre a autoria. Começamos a apurar em 10 de setembro. Temos dois meses, pelo menos, para a conclusão. O que garanto é que não vai ter corporativismo. Como comandante, não quero homens que possam agir dessa forma.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Comando da PM diz que caso será investigado

Adriana Ferraz
Do Diário do Grande ABC

29/10/2008 | 07:07


Comandante geral da Polícia Militar no Grande ABC, Cláudio Rissoto, comentou a acusação da família Ribeiro de Moura. O coronel garantiu que todas as denúncias já estão sendo investigadas pela PM, Polícia Civil e Corregedoria sem qualquer corporativismo. "Se for constatado envolvimento de policial, vamos punir." Confira os principais pontos da entrevista:

DIÁRIO: Como a Polícia Militar ficou sabendo da morte de Leandro Ribeiro de Moura?

CLÁUDIO RISSOTO: Por meio da nossa central 190. Recebemos uma chamada às 18h40 daquele dia e logo mandamos uma viatura, acompanhada de outro carro da Força Tática. Os policiais fizeram o socorro, por isso, levaram o rapaz ao hospital. Não podemos constatar a morte de uma pessoa baleada, só os médicos.

DIÁRIO: O senhor tem dados sobre a perícia, sabe se a cena do crime foi preservada?

RISSOTO: Após a saída das primeiras viaturas com Leandro, outro carro foi enviado para preservar o local. Temos os números das viaturas. O papel da Polícia Militar foi feito, o que temos de investigar agora é se houve participação de policial ou não. Assim que recebemos a denúncia, pela corregedoria, abrimos um inquérito. Todas as testemunhas serão ouvidas. Os militares apontados também.

DIÁRIO: Como estão as investigações? Há sinais de participação de militares? Qual o prazo para a conclusão?

RISSOTO: Até agora não se pode dizer se há ou não participação de policiais porque não temos uma definição sobre a autoria. Começamos a apurar em 10 de setembro. Temos dois meses, pelo menos, para a conclusão. O que garanto é que não vai ter corporativismo. Como comandante, não quero homens que possam agir dessa forma.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;