Fechar
Publicidade

Sábado, 4 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Bancos têm de informar custo do crédito


Leone Farias
Do Diário do Grande ABC

06/03/2008 | 07:01


Uma nova resolução do Conselho Monetário Nacional, que entrou em vigor no início desta semana, estabelece que as instituições financeiras têm de informar aos consumidores o CET (Custo Efetivo Total), que é o conjunto de taxas e encargos que incidem na obtenção de um financiamento.

A regra é considerada um avanço para os consumidores, ao trazer mais transparência e melhores condições de se comparar ofertas das diferentes instituições financeiras.

Isso porque no CET entram todas as taxas e encargos, tais como a TAC (Taxa de Abertura de Crédito), custos administrativos, seguros e impostos.

Dessa forma, a pessoa que vai comprar um carro, por exemplo, terá uma melhor referência do que a simples taxa de juros. “Há outros custos, como a TAC, que podem ser bem elevados”, afirma a economista da Pro Teste Associação Brasileira de Defesa do Consumidor, Hessia Costilla.

PESQUISA

Pesquisa feita pela Pro Teste, na última segunda-feira, observou que as instituições ainda não cumpriam a resolução. O Diário entrou em contato ontem com diversos bancos e alguns ainda se preparavam para atender a exigência.

A Caixa Econômica Federal disse que alguns de seus sistemas devem apresentar automaticamente o CET na próxima semana. O Bradesco, o Itaú e o Real afirmaram que já estão com seus sistemas preparados e que fazem trabalho de treinamento para que sua rede de agências informe sobre a taxa total aos clientes.

Já o Unibanco assegurou que se houve erros no início das operações, já foram corrigidos. O HSBC afirmou que cumpre integralmente a resolução. Entre os bancos consultados, o Santander não quis se pronunciar a respeito do assunto.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Bancos têm de informar custo do crédito

Leone Farias
Do Diário do Grande ABC

06/03/2008 | 07:01


Uma nova resolução do Conselho Monetário Nacional, que entrou em vigor no início desta semana, estabelece que as instituições financeiras têm de informar aos consumidores o CET (Custo Efetivo Total), que é o conjunto de taxas e encargos que incidem na obtenção de um financiamento.

A regra é considerada um avanço para os consumidores, ao trazer mais transparência e melhores condições de se comparar ofertas das diferentes instituições financeiras.

Isso porque no CET entram todas as taxas e encargos, tais como a TAC (Taxa de Abertura de Crédito), custos administrativos, seguros e impostos.

Dessa forma, a pessoa que vai comprar um carro, por exemplo, terá uma melhor referência do que a simples taxa de juros. “Há outros custos, como a TAC, que podem ser bem elevados”, afirma a economista da Pro Teste Associação Brasileira de Defesa do Consumidor, Hessia Costilla.

PESQUISA

Pesquisa feita pela Pro Teste, na última segunda-feira, observou que as instituições ainda não cumpriam a resolução. O Diário entrou em contato ontem com diversos bancos e alguns ainda se preparavam para atender a exigência.

A Caixa Econômica Federal disse que alguns de seus sistemas devem apresentar automaticamente o CET na próxima semana. O Bradesco, o Itaú e o Real afirmaram que já estão com seus sistemas preparados e que fazem trabalho de treinamento para que sua rede de agências informe sobre a taxa total aos clientes.

Já o Unibanco assegurou que se houve erros no início das operações, já foram corrigidos. O HSBC afirmou que cumpre integralmente a resolução. Entre os bancos consultados, o Santander não quis se pronunciar a respeito do assunto.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;