Fechar
Publicidade

Sábado, 11 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Bancos europeus admitem ter que reforçar capital



23/06/2014 | 00:54


Quase um terço dos bancos da zona do euro podem ter que reforçar o capital por causa os testes de estresse, revelou pesquisa conduzida pela Ernst & Young.

Em uma pesquisa anônima com 294 bancos ao redor da Europa, 30% das instituições declararam que não podem descartar um aumento de capital, sendo que 8% afirmaram acreditar que terão que reforçar os números. Os bancos da Alemanha são os mais confiantes de que não precisarão seguir esse caminho, enquanto os da Espanha são os menos.

Os bancos ao redor do continente estão trabalhando em conjunto com os reguladores para garantir que avaliam corretamente os ativos no balanço. As instituições que falharem na revisão da qualidade dos ativos terão seis meses para levantar capital novo, seja retendo lucros ou vendendo ações.

Já os resultados do teste de estresse são esperados para outubro, antes de o Banco Central Europeu (BCE) assumir a supervisão dos grandes bancos da zona do euro, hoje de responsabilidade de supervisores nacionais.

Os bancos europeus já começaram a se proteger, levantando um total de US$ 35 bilhões em ações somente neste ano. Cerca de 30% dos bancos também declararam esperar ter que aumentar as provisões contra inadimplência neste ano, especialmente na Espanha e na Áustria. Fonte: Dow Jones Newswires.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Bancos europeus admitem ter que reforçar capital


23/06/2014 | 00:54


Quase um terço dos bancos da zona do euro podem ter que reforçar o capital por causa os testes de estresse, revelou pesquisa conduzida pela Ernst & Young.

Em uma pesquisa anônima com 294 bancos ao redor da Europa, 30% das instituições declararam que não podem descartar um aumento de capital, sendo que 8% afirmaram acreditar que terão que reforçar os números. Os bancos da Alemanha são os mais confiantes de que não precisarão seguir esse caminho, enquanto os da Espanha são os menos.

Os bancos ao redor do continente estão trabalhando em conjunto com os reguladores para garantir que avaliam corretamente os ativos no balanço. As instituições que falharem na revisão da qualidade dos ativos terão seis meses para levantar capital novo, seja retendo lucros ou vendendo ações.

Já os resultados do teste de estresse são esperados para outubro, antes de o Banco Central Europeu (BCE) assumir a supervisão dos grandes bancos da zona do euro, hoje de responsabilidade de supervisores nacionais.

Os bancos europeus já começaram a se proteger, levantando um total de US$ 35 bilhões em ações somente neste ano. Cerca de 30% dos bancos também declararam esperar ter que aumentar as provisões contra inadimplência neste ano, especialmente na Espanha e na Áustria. Fonte: Dow Jones Newswires.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;