Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 27 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Nacional

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Ex-governador do ES é notificado sobre denúncia de peculato


Do Diário OnLine

03/10/2003 | 11:38


O Superior Tribunal de Justiça (STJ) recebeu, nesta sexta-feira, nova denúncia contra o ex-governador do Espírito Santo José Ignácio Ferreira. Ele é acusado pelo Ministério Público Federal de peculato (apropriação de dinheiro público por funcionário usando as facilidades do cargo).

Além do ex-governador, também estão sendo acusados Raimundo Benedito de Sousa Filho, caixa de campanha, o engenheiro Jorge Hélio Leal, ex-secretário de Transporte e Obras Públicas, Carlos Alberto Ferrari Ferreira, ex-diretor financeiro da Agência de Desenvolvimento do Estado do Espírito Santo (Aderes), Francisco Carlos da Silva Rezende, ex-gerente do Banco do Estado do Espírito Santo (Banestes), e o engenheiro Gentil Antônio Ruy, cunhado de José Ignácio e ex-secretário de governo.

Essa nova ação penal é um desdobramento de uma outra em que o MPF afirma haver um conjunto de atos delituosos de ordem financeira e de fraudes, que teriam por objetivo capturar recursos públicos e revertê-los em benefício particular dos altos escalões da administração do estado do Espírito Santo.

O ministro Raphael de Barros Monteiro determinou a notificação de todos os envolvidos, que têm quinze dias para apresentar resposta Eles ainda não respondem à ação penal, que depende da aprovação da maioria absoluta dos 21 ministros que compõem a Corte Especial do STJ.

Com informações do STJ



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Ex-governador do ES é notificado sobre denúncia de peculato

Do Diário OnLine

03/10/2003 | 11:38


O Superior Tribunal de Justiça (STJ) recebeu, nesta sexta-feira, nova denúncia contra o ex-governador do Espírito Santo José Ignácio Ferreira. Ele é acusado pelo Ministério Público Federal de peculato (apropriação de dinheiro público por funcionário usando as facilidades do cargo).

Além do ex-governador, também estão sendo acusados Raimundo Benedito de Sousa Filho, caixa de campanha, o engenheiro Jorge Hélio Leal, ex-secretário de Transporte e Obras Públicas, Carlos Alberto Ferrari Ferreira, ex-diretor financeiro da Agência de Desenvolvimento do Estado do Espírito Santo (Aderes), Francisco Carlos da Silva Rezende, ex-gerente do Banco do Estado do Espírito Santo (Banestes), e o engenheiro Gentil Antônio Ruy, cunhado de José Ignácio e ex-secretário de governo.

Essa nova ação penal é um desdobramento de uma outra em que o MPF afirma haver um conjunto de atos delituosos de ordem financeira e de fraudes, que teriam por objetivo capturar recursos públicos e revertê-los em benefício particular dos altos escalões da administração do estado do Espírito Santo.

O ministro Raphael de Barros Monteiro determinou a notificação de todos os envolvidos, que têm quinze dias para apresentar resposta Eles ainda não respondem à ação penal, que depende da aprovação da maioria absoluta dos 21 ministros que compõem a Corte Especial do STJ.

Com informações do STJ

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;