Fechar
Publicidade

Domingo, 5 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Escola estadual em Paranapiacaba pede reparo

Denis Maciel/DGABC  Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Quadra da unidade de ensino apresenta estrutura precária; espaço é usado aos fins de semana


Juliana Stern
Especial para o Diário

26/09/2018 | 07:00


Estudantes e moradores do entorno da EE Senador Lacerda Franco, na Vila de Paranapiacaba, em Santo André, reclamam das condições da quadra esportiva da instituição. O equipamento está com o alambrado quebrado, pintura danificada, não possui rede nos gols nem tabela e cesta de basquete.

Apesar dos riscos, a quadra é mantida aberta, inclusive aos fins de semana. O espaço – praticamente o único existente no bairro – é utilizado pela comunidade para atividades de lazer no fim de semana. O problema é que não oferece estrutura adequada para a prática dos esportes. Sem redes para as traves de futebol, fica fácil de as bolas se perderem no terreno atrás da escola. “As bolas somem aí dentro. E com esse mato alto ninguém vai procurar, porque tem cobra. Se cortar o mato, certeza que vão achar umas 15 bolas ali”, destaca um aluno do segundo ciclo do Ensino Fundamental que preferiu não se identificar.

O grêmio estudantil da Senador Lacerda vem se responsabilizando pelos reparos necessários. Na primeira semana de setembro, o órgão arrecadou tintas para pintar as linhas da quadra e, no ano passado, fez rifa para angariar fundos para lixar o solo da área. “O chão era pedra crua. As crianças viviam indo para a enfermaria com o corpo ralado”, observa funcionária da unidade cujo nome será preservado.

De acordo com a profissional, a quadra está perigosa para uso, mas é importante para a comunidade e, por isso, permanece aberta. “Além de ser usada para as aulas de Educação Física, é o único lugar de lazer para as crianças aqui na vila. Todo fim de semana tem um grupo de crianças que vem brincar aqui”, conta. 

Procurada, a Secretaria Estadual da Educação informou que, segundo a Diretoria Regional de Ensino de Santo André, equipe de engenheiros da FDE (Fundação para o Desenvolvimento da Educação) vistoriou o local e elaborou projeto para a reforma da quadra, orçado em R$ 270 mil. Os serviços estão em fase licitatória, conforme a Pasta. Não foi detalhado prazo para a execução das intervenções.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Escola estadual em Paranapiacaba pede reparo

Quadra da unidade de ensino apresenta estrutura precária; espaço é usado aos fins de semana

Juliana Stern
Especial para o Diário

26/09/2018 | 07:00


Estudantes e moradores do entorno da EE Senador Lacerda Franco, na Vila de Paranapiacaba, em Santo André, reclamam das condições da quadra esportiva da instituição. O equipamento está com o alambrado quebrado, pintura danificada, não possui rede nos gols nem tabela e cesta de basquete.

Apesar dos riscos, a quadra é mantida aberta, inclusive aos fins de semana. O espaço – praticamente o único existente no bairro – é utilizado pela comunidade para atividades de lazer no fim de semana. O problema é que não oferece estrutura adequada para a prática dos esportes. Sem redes para as traves de futebol, fica fácil de as bolas se perderem no terreno atrás da escola. “As bolas somem aí dentro. E com esse mato alto ninguém vai procurar, porque tem cobra. Se cortar o mato, certeza que vão achar umas 15 bolas ali”, destaca um aluno do segundo ciclo do Ensino Fundamental que preferiu não se identificar.

O grêmio estudantil da Senador Lacerda vem se responsabilizando pelos reparos necessários. Na primeira semana de setembro, o órgão arrecadou tintas para pintar as linhas da quadra e, no ano passado, fez rifa para angariar fundos para lixar o solo da área. “O chão era pedra crua. As crianças viviam indo para a enfermaria com o corpo ralado”, observa funcionária da unidade cujo nome será preservado.

De acordo com a profissional, a quadra está perigosa para uso, mas é importante para a comunidade e, por isso, permanece aberta. “Além de ser usada para as aulas de Educação Física, é o único lugar de lazer para as crianças aqui na vila. Todo fim de semana tem um grupo de crianças que vem brincar aqui”, conta. 

Procurada, a Secretaria Estadual da Educação informou que, segundo a Diretoria Regional de Ensino de Santo André, equipe de engenheiros da FDE (Fundação para o Desenvolvimento da Educação) vistoriou o local e elaborou projeto para a reforma da quadra, orçado em R$ 270 mil. Os serviços estão em fase licitatória, conforme a Pasta. Não foi detalhado prazo para a execução das intervenções.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;