Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 28 de Maio

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Shoppings esperam crescer 11% em 2008


Verônica Lima
Do Diário do Grande ABC

22/04/2008 | 07:00


Impulsionado pela expansão do poder de comprar das classes C e D, o setor dos shoppings centers do País deverá crescer 11% nas vendas em relação ao ano passado – registrar R$ 64,4 bilhões em faturamento – e inaugurar mais 32 unidades no País até 2009.

Segundo a pesquisa da Interscience, encomendada pela Abrasce (Associação Brasileira de Shoppings Centers), do total de novas aberturas 16 estão marcas para este ano e 12 são no Estado de São Paulo. Com isso, o País fechará 2008 com um total de 367 centros de compras.

Na região - No Grande ABC duas novas inaugurações estão previstas para os próximos dois anos. Um deles será em São Bernardo e o outro será o primeiro complexo de Diadema, o Shopping Praça da Moça.

A General Shopping é a detentora do megainvestimento de São Bernardo, que terá cerca de 200 lojas e 30 mil m² de ABL (Área Bruta Locável). Atualmente, o Metrópole, o principal do município, possui 25 mil m² de ABL e 160 lojas.

Ainda sem nome, o shopping está previsto para ser inaugurado no segundo semestre deste ano e será erguido na Avenida Rotary, nos fundos do hipermercado Wal-Mart. O espaço pertencia a Whirlpool S/A (empresa fabricante dos produtos Brastemp e Consul) e foi vendido para a General Shopping.

Já o empreendimento Praça da Moça deverá ser finalizado em 2009 e vai gerar cerca de 2.500 empregos diretos. Segundo a empresa responsável pelo projeto, a Assessoria e Gestão de Investimentos Alternativos, o aplicação total chegará a R$ 150 milhões.

Para o presidente da Abrasce Marcelo Carvalho, mesmo com a alerta gerado pela crise dos subprimes nos Estados Unidos, até o momento os empreendedores continuam otimistas com o desempenho do setor.

“As inaugurações são reflexo também dos mais de R$ 7,5 bilhões de capital estrangeiro injetado no País nos últimos três anos, pela abertura de capitais na bolsa ou pelas associações de grupos estrangeiros a empresas nacionais”, aponta Carvalho.

Ampliações - O levantamente aponta ainda que 23% dos templos de consumo e lazer do País estão em processo de expansão e mais 43% vão iniciar ampliações nos próximos dois anos.

Entre eles, o Mauá Plaza Shopping inicia uma ampliação em médio porte e o ABC Plaza, em Santo André, prevê agregar 60 novas lojas até o ano que vem.

Segundo José Roberto Voso, diretor da Cyrela Commercial Properties S/A, empresa controladora do centro de compra, a expansão deve ser inaugurada em 2009, agregando ao complexo comercial 10 mil m² de ABL.

Com a expansão – a quarta na história do shopping –, o empreendimento elevará para 73 mil m² sua ABL, tornando-se um dos dez maiores shopping do Brasil, segundo a Abrasce.


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Shoppings esperam crescer 11% em 2008

Verônica Lima
Do Diário do Grande ABC

22/04/2008 | 07:00


Impulsionado pela expansão do poder de comprar das classes C e D, o setor dos shoppings centers do País deverá crescer 11% nas vendas em relação ao ano passado – registrar R$ 64,4 bilhões em faturamento – e inaugurar mais 32 unidades no País até 2009.

Segundo a pesquisa da Interscience, encomendada pela Abrasce (Associação Brasileira de Shoppings Centers), do total de novas aberturas 16 estão marcas para este ano e 12 são no Estado de São Paulo. Com isso, o País fechará 2008 com um total de 367 centros de compras.

Na região - No Grande ABC duas novas inaugurações estão previstas para os próximos dois anos. Um deles será em São Bernardo e o outro será o primeiro complexo de Diadema, o Shopping Praça da Moça.

A General Shopping é a detentora do megainvestimento de São Bernardo, que terá cerca de 200 lojas e 30 mil m² de ABL (Área Bruta Locável). Atualmente, o Metrópole, o principal do município, possui 25 mil m² de ABL e 160 lojas.

Ainda sem nome, o shopping está previsto para ser inaugurado no segundo semestre deste ano e será erguido na Avenida Rotary, nos fundos do hipermercado Wal-Mart. O espaço pertencia a Whirlpool S/A (empresa fabricante dos produtos Brastemp e Consul) e foi vendido para a General Shopping.

Já o empreendimento Praça da Moça deverá ser finalizado em 2009 e vai gerar cerca de 2.500 empregos diretos. Segundo a empresa responsável pelo projeto, a Assessoria e Gestão de Investimentos Alternativos, o aplicação total chegará a R$ 150 milhões.

Para o presidente da Abrasce Marcelo Carvalho, mesmo com a alerta gerado pela crise dos subprimes nos Estados Unidos, até o momento os empreendedores continuam otimistas com o desempenho do setor.

“As inaugurações são reflexo também dos mais de R$ 7,5 bilhões de capital estrangeiro injetado no País nos últimos três anos, pela abertura de capitais na bolsa ou pelas associações de grupos estrangeiros a empresas nacionais”, aponta Carvalho.

Ampliações - O levantamente aponta ainda que 23% dos templos de consumo e lazer do País estão em processo de expansão e mais 43% vão iniciar ampliações nos próximos dois anos.

Entre eles, o Mauá Plaza Shopping inicia uma ampliação em médio porte e o ABC Plaza, em Santo André, prevê agregar 60 novas lojas até o ano que vem.

Segundo José Roberto Voso, diretor da Cyrela Commercial Properties S/A, empresa controladora do centro de compra, a expansão deve ser inaugurada em 2009, agregando ao complexo comercial 10 mil m² de ABL.

Com a expansão – a quarta na história do shopping –, o empreendimento elevará para 73 mil m² sua ABL, tornando-se um dos dez maiores shopping do Brasil, segundo a Abrasce.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;