Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 23 de Maio

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Policial é condenado por morte de 11 anos atrás

Luiz de Santana foi condenado a 16 anos de prisão pela morte de um comerciante, mas poderá recorrer em liberdade


Juliana Ravelli
Do Diário do Grande ABC

04/03/2009 | 07:00


Onze anos depois do crime, o réu Luiz Felício de Santana foi condenado ontem pela morte do comerciante Nelson dos Santos Rodrigues, assassinado em 16 de junho de 1998.

Ontem, em júri popular realizado no Fórum de Santo André, o policial militar Santana foi condenado a 16 anos de prisão, mas poderá recorrer da decisão em liberdade. Ele ainda atua como policial no 30º Batalhão, em Santo André.

A mulher de Rodrigues, Eliana Basso, 51 anos, e a filha da vítima, Sheila Diane Rodrigues, 32, acompanharam o julgamento. Sheila contou que a vida da família transformou-se radicalmente depois do crime. "Meu pai nasceu na Vila Linda. Todo mundo o conhecia."

Em 16 de junho de 1998, por volta das 20h, Rodrigues - na época com 44 anos - comemorava a vitória do Brasil sobre o Marrocos na Copa do Mundo. Ele estava junto à família e amigos na frente de um bar na Vila Linda, em Santo André, quando começou a soltar bombinhas na calçada.

Luiz Felício de Santana, que no momento fazia a segurança de um posto de gasolina próximo ao estabelecimento, teria se irritado com o barulho e reclamado. Para tentar apaziguar a discussão, o comerciante teria convidado Santana para tomar uma cerveja.

Minutos depois, o segurança sacou um revólver e efetuou disparos. Duas delas atingiram Rodrigues na perna e abdômen. A mulher e os filhos do comerciante presenciaram o crime.

Um amigo de Rodrigues também foi baleado na perna. Os dois foram encaminhados ao Pronto-Socorro Central. Porém, no início da madrugada de 17 de junho, Rodrigues morreu.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;