Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 3 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Neta de Dualib aciona MSI na Justiça



03/08/2005 | 08:44


Carla Dualib, neta de Alberto Dualib, presidente do Corinthians, declarou que, se for necessário buscar o que acredita ser seu direito, vai comprar briga com Kia Joorabchian, presidente da MSI, parceira do Corinthians. “Não nasci para brigar, não queria o desgaste da Justiça, mas também não quero ser passada para trás”, disse.

Sua empresa, a Sport Marketing Agency (SMA), iniciou os contatos entre Kia e a Samsung, que, na semana passada, assinou contrato de dois anos com a MSI para patrocinar a camisa corintiana. Ela alega, assim, ter direito a uma comissão – de 5% a 10% do total – pelo negócio, que renderá R$ 15 milhões por ano à MSI. O iraniano, porém, não admite lhe pagar nada. “Nós investimos tempo e dinheiro no caso da Samsung e temos direito à comissão”, observou Carla. “Acho que a MSI deveria ter mais respeito com o Corinthians”.

Carla revelou que o primeiro encontro entre ela, Kia e um representante da Samsung ocorreu no segundo semestre de 2004. “Só que o Kia iniciou pedindo R$ 23 milhões por ano e depois R$ 28 milhões, o que inviabilizou o negócio na ocasião”.

De acordo com a proprietária da SMA, dirigentes da multinacional coreana voltaram a procurar Kia recentemente e o presidente da MSI resolveu aceitar oferta menor para assinar o contrato. “É a mesma coisa que você paquerar alguém, ficar noiva e, na hora do casamento, vem outra pessoa, pega no braço do seu noivo e o leva embora”.

A neta do presidente do Corinthians já foi à Justiça. Na sexta-feira, Kia foi notificado por um oficial. Terça-feira, sua assessoria disse que a MSI não se pronunciaria sobre o tema. Nesta quarta-feira será o primeiro jogo do Timão com o nome da Samsung estampada na camisa. O novo modelo do uniforme, no entanto, só será apresentado dia 21.


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;