Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 29 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Dono do furgão que explodiu em Madri foi seqüestrado pelo ETA


Da AFP

31/12/2006 | 12:04


O furgão-bomba que explodiu neste sábado no aeroporto de Madri foi roubado no País Basco francês de um jovem espanhol que esteve seqüestrado durante dois dias por um comando do ETA.

Segundo a rádio espanhola Cadena Ser, o proprietário do carro, um jovem basco da província de Guipúzcoa, havia viajado à França para praticar montanhismo.

Mas ao cruzar a fronteira, foi atacado por membros do ETA, que roubaram seu furgão e o seqüestraram durante dois dias, disse a Cadena Ser.

A rádio não comentou se o jovem permaneceu seqüestrado em território francês ou se foi levado para a Espanha, tampouco se foi interrogado pela polícia, que não pôde confirmar imediatamente as informações.

Duas pessoas de nacionalidade equatoriana ainda estão desaparecidas neste domingo entre os escombros do atentado cometido pela organização separatista armada basca ETA num estacionamento do aeroporto de Madri-Barajas.


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Dono do furgão que explodiu em Madri foi seqüestrado pelo ETA

Da AFP

31/12/2006 | 12:04


O furgão-bomba que explodiu neste sábado no aeroporto de Madri foi roubado no País Basco francês de um jovem espanhol que esteve seqüestrado durante dois dias por um comando do ETA.

Segundo a rádio espanhola Cadena Ser, o proprietário do carro, um jovem basco da província de Guipúzcoa, havia viajado à França para praticar montanhismo.

Mas ao cruzar a fronteira, foi atacado por membros do ETA, que roubaram seu furgão e o seqüestraram durante dois dias, disse a Cadena Ser.

A rádio não comentou se o jovem permaneceu seqüestrado em território francês ou se foi levado para a Espanha, tampouco se foi interrogado pela polícia, que não pôde confirmar imediatamente as informações.

Duas pessoas de nacionalidade equatoriana ainda estão desaparecidas neste domingo entre os escombros do atentado cometido pela organização separatista armada basca ETA num estacionamento do aeroporto de Madri-Barajas.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;