Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 20 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

economia@dgabc.com.br | 4435-8057

Bancos lideram ranking de marcas mais valiosas

 Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


04/04/2010 | 07:08


O bom desempenho do sistema bancário brasileiro durante o período mais crítico da crise financeira mundial contribuiu para que os grandes bancos locais se consolidassem como as marcas mais valiosas no País. O ranking é liderado pelo Bradesco, seguido por Itaú e pelo Banco do Brasil, de acordo com levantamento elaborado pela consultoria Brand Finance. "O setor bancário é o mais interessante no Brasil. Está crescendo muito em razão do aumento da renda nas classes C e D", afirma Gilson Nunes, sócio da consultoria na América do Sul.

São levados em conta nesse ranking a força de percepção da marca por parte dos consumidores, faturamento da empresa e número de clientes, entre outros fatores. O levantamento foi feito com base nos dados de 31 de dezembro de 2009 e mostra ainda que a marca tem um peso relevante no valor de mercado das companhias abertas.

No caso do Bradesco, a marca foi avaliada em R$ 23,148 bilhões, equivalente a 24% do valor de mercado do banco no fim do ano passado. No Itaú, foi atribuído o valor de R$ 12,033 bilhões, 12% do que a instituição valia no mercado. A marca do BB, na mesma data, valia R$ 11,601 bilhões, 16% do valor de mercado do banco público.

Além de os bancos terem ocupado as primeiras posições no ranking, foi também uma instituição financeira, o Santander, que apresentou a maior variação positiva, com elevação em seu valor de marca de 140%, chegando a R$ 5,108 bilhões. O banco espanhol subiu 18 colocações e alcançou a 17ª posição. "O Santander tem o benefício de ter incorporado alguns atributos de marca que eram do Real", diz Nunes.

Outros bancos também aparecem no ranking. A Caixa Econômica Federal chegou à oitava colocação, o Unibanco (que se fundiu com o Itaú em novembro de 2008), à 29ª posição, seguido pelo Real (comprado pelo Santander em 2007). O HSBC ocupava a 32ª colocação; o BNDES, a 38ª; a Nossa Caixa, a 75ª; e o Banrisul chegou à 99ª posição.

OUTROS SEGMENTOS
Embora o setor bancário domine as primeiras colocações, o ranking tem a presença de companhias de diversos setores. A Petrobras ocupa a quarta colocação, com a marca avaliada em R$ 9,734 bilhões. No levantamento anterior, a estatal ocupava a sétima posição.

Em quinto, ficou a operadora Vivo, em sexto, a Oi/Telemar e, na sétima colocação, a Casas Bahia. A marca Vivo evoluiu da sexta para a quinta posição. A OI/Telemar subiu mais posições e passou do nono lugar para o sexto posto das marcas mais valiosas.

Na avaliação de Nunes, as empresas de varejo e de exportação de commodities foram beneficiadas com a recuperação da Bolsa de Valores e apresentam boas perspectivas futuras, o que contribui para uma melhor avaliação no ranking de marcas.

As montadoras de automóveis também chamam a atenção. Em 2008, entre as dez marcas mais valiosas, estavam três fabricantes de automóveis. A Volkswagen era a quarta, a GM, a oitava, e a Fiat, a décima. Apenas a Fiat manteve a sua posição em décimo.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;