Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 21 de Setembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Confiante, Usain Bolt diz que quer ganhar três medalhas de ouro no Rio-2016



31/01/2016 | 06:45


Restando seis meses para os Jogos Olímpicos do Rio, Usain Bolt esbanja confiança. O jamaicano está disposto a ganhar nada menos do que três medalhas de ouro nas provas do 100, 200 e 4x100 metros. Se repetir as conquistas de Pequim-2008 e Londres-2012, Bolt alcançará a impressionante marca de nove ouros do americano Carl Lewis.

O que o jamaicano quer mesmo é ampliar o seu status de lenda do esporte. "Meu objetivo é ficar para a história como um dos maiores esportistas de todos os tempos. É por isso que corro", disse Bolt em entrevista ao jornal O Estado de S.Paulo concedida por e-mail.

Aos 29 anos, o velocista afirma ainda que não pensa em se aposentar e não se preocupar com os rivais. Bolt também faz elogios ao Rio. Para ele, a cidade lembra a Jamaica. Bolt só não respondeu à pergunta sobre os recentes escândalos de doping envolvendo atletas russos.

Quando você percebeu que tinha um talento especial para o atletismo?

Eu era um garoto. Acredito que deveria ter em torno de 12 anos de idade. Devo toda a minha velocidade ao talento que Deus me deu.

Você acha que atualmente existe algum corredor em condições de bater os seus recordes olímpicos e mundiais?

Nunca penso em derrotas. Esse não é um assunto que me preocupa. Gasto todo o tempo que tenho apenas treinando e aperfeiçoando o meu talento. Esse é o meu único foco.

Qual foi o momento mais importante da sua carreira até agora?

Não destacaria um momento único, mas sim o fato de eu ter conseguido conquistar consecutivamente Jogos Olímpicos e Campeonatos Mundiais. Com certeza esse foi o ponto mais alto da minha carreira até agora.

Em 2012, em Londres, você disse: "Agora eu sou uma lenda".

Se você ganhar mais medalhas de ouro nos Jogos do Rio, o que pretende dizer?

Não tem muito o que falar, apenas que ampliei o meu status de lenda do esporte.

Depois de tantas conquistas, o que ainda te mantém motivado a continuar correndo?

Meu objetivo é ficar para a história como um dos maiores esportistas de todos os tempos. É por isso que corro.

Carl Lewis ganhou nove medalhas olímpicas de ouro. Você já conquistou seis. Seu objetivo é bater o recorde do Carl Lewis?

Nem fico pensando nisso. Meu único objetivo agora é ganhar mais três medalhas de ouro nos Jogos Olímpicos do Rio.

A fama te deixou isolado? Você consegue, por exemplo, andar pelas ruas da Jamaica?

Não me sinto um homem isolado. Eu continuo andando livremente pela Jamaica, sem nenhum tipo de problema.

Você já esteve no Rio algumas vezes. Quais são as suas impressões da cidade?

O Rio é uma cidade muito tropical, assim como Jamaica também é.

Tanto a Jamaica como Brasil têm problemas com a pobreza. O que você acha que poderia ser feito para melhorar isso?

É necessário investir mais nas pessoas. Estou convencido de que esse é o caminho para melhorar essa questão da pobreza.

Você tem 29 anos. Já começou a planejar a sua aposentadoria?

Ainda não. Agora meu foco está em apenas disputar bem os Jogos Olímpicos do Rio.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Confiante, Usain Bolt diz que quer ganhar três medalhas de ouro no Rio-2016


31/01/2016 | 06:45


Restando seis meses para os Jogos Olímpicos do Rio, Usain Bolt esbanja confiança. O jamaicano está disposto a ganhar nada menos do que três medalhas de ouro nas provas do 100, 200 e 4x100 metros. Se repetir as conquistas de Pequim-2008 e Londres-2012, Bolt alcançará a impressionante marca de nove ouros do americano Carl Lewis.

O que o jamaicano quer mesmo é ampliar o seu status de lenda do esporte. "Meu objetivo é ficar para a história como um dos maiores esportistas de todos os tempos. É por isso que corro", disse Bolt em entrevista ao jornal O Estado de S.Paulo concedida por e-mail.

Aos 29 anos, o velocista afirma ainda que não pensa em se aposentar e não se preocupar com os rivais. Bolt também faz elogios ao Rio. Para ele, a cidade lembra a Jamaica. Bolt só não respondeu à pergunta sobre os recentes escândalos de doping envolvendo atletas russos.

Quando você percebeu que tinha um talento especial para o atletismo?

Eu era um garoto. Acredito que deveria ter em torno de 12 anos de idade. Devo toda a minha velocidade ao talento que Deus me deu.

Você acha que atualmente existe algum corredor em condições de bater os seus recordes olímpicos e mundiais?

Nunca penso em derrotas. Esse não é um assunto que me preocupa. Gasto todo o tempo que tenho apenas treinando e aperfeiçoando o meu talento. Esse é o meu único foco.

Qual foi o momento mais importante da sua carreira até agora?

Não destacaria um momento único, mas sim o fato de eu ter conseguido conquistar consecutivamente Jogos Olímpicos e Campeonatos Mundiais. Com certeza esse foi o ponto mais alto da minha carreira até agora.

Em 2012, em Londres, você disse: "Agora eu sou uma lenda".

Se você ganhar mais medalhas de ouro nos Jogos do Rio, o que pretende dizer?

Não tem muito o que falar, apenas que ampliei o meu status de lenda do esporte.

Depois de tantas conquistas, o que ainda te mantém motivado a continuar correndo?

Meu objetivo é ficar para a história como um dos maiores esportistas de todos os tempos. É por isso que corro.

Carl Lewis ganhou nove medalhas olímpicas de ouro. Você já conquistou seis. Seu objetivo é bater o recorde do Carl Lewis?

Nem fico pensando nisso. Meu único objetivo agora é ganhar mais três medalhas de ouro nos Jogos Olímpicos do Rio.

A fama te deixou isolado? Você consegue, por exemplo, andar pelas ruas da Jamaica?

Não me sinto um homem isolado. Eu continuo andando livremente pela Jamaica, sem nenhum tipo de problema.

Você já esteve no Rio algumas vezes. Quais são as suas impressões da cidade?

O Rio é uma cidade muito tropical, assim como Jamaica também é.

Tanto a Jamaica como Brasil têm problemas com a pobreza. O que você acha que poderia ser feito para melhorar isso?

É necessário investir mais nas pessoas. Estou convencido de que esse é o caminho para melhorar essa questão da pobreza.

Você tem 29 anos. Já começou a planejar a sua aposentadoria?

Ainda não. Agora meu foco está em apenas disputar bem os Jogos Olímpicos do Rio.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;