Fechar
Publicidade

Sábado, 31 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Mauá publica mais duas ganhadoras da licitação de merenda


Paula Cabrera
Do Diário do Grande ABC

03/05/2009 | 07:09


A Prefeitura de Mauá publicou nesta semana o nome de mais duas contratadas para o fornecimento de alimentos da merenda escolar nas escolas da rede municipal da cidade.

A Socom Alimentos Ltda venceu o certame para fornecimento de bebidas lácteas por R$ 394,500,00. Atualmente, a empresa é uma das fornecedoras contratadas emergencialmente. O acordo, ainda em validade, custou R$ 116 mil por 90 dias.

A Fridel Frigorífico Industrial Del Rey Ltda - que também fornece emergencialmente - repetiu a dose e deve continuar com o acordo com Mauá por R$ 923 mil, contra os R$ 247 mil que eram cobrados na negociação anterior.

Na semana anterior, a Prefeitura já havia divulgado a Ultragaz S/A como fornecedora de gás por R$ 302 mil.

Apesar de já ter publicado nos atos oficiais, os novos contratos só devem tornar-se válidos após a publicação do extrato no Diário Oficial do Estado, o que ainda não ocorreu.

Licitação - A Prefeitura anunciou que as concorrências para o fornecimento de água mineral e hortifrutigranjeiros devem continuar na terça-feira.

A medida, no caso dos hortifrutigranjeiros, foi necessária porque a empresa Pró Ativa Alimentos Ltda, uma das participantes no processo, pediu a impugnação da Brasilidade Comércios e Serviços, outra concorrente. A Prefeitura acatou e tirou a Brasilidade do certame.

A Prefeitura não justificou o que tornou necessário um novo processo no caso da escolha da nova empresa para a água mineral.

Contratos - Os contratos publicados ate aqui já custam R$ 1,619 milhão aos cofres municipais, faltando ainda a abertura de mais dois envelopes. Os valores somam o dobro da soma dos contratos emergenciais, avaliados em R$ 885 mil por 90 dias com a assinatura no Diário Oficial datando de 4 de janeiro. O Executivo não justificou qual foi o valor do aditamento sob a alegação de que a assinatura aconteceu em 6 de fevereiro e seria válida por seis meses.

Questionada sobre a validade dos novos acordos e o número de empresas que participaram dos processos por e-mail e telefone, a Prefeitura não se manifestou.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;