Fechar
Publicidade

Sábado, 31 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Com panelaço, PT reduz crise e ironiza manifestações

Ari Paleta/DGABC  Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Na TV, sigla defende Dilma e Lula, taxa de golpe movimento de impeachment e diz que utensílio serve para encher de comida


Raphael Rocha
Do Diário do Grande ABC

07/08/2015 | 07:00


Novo programa partidário do PT foi veiculado em rede nacional ontem à noite e panelaço foi novamente ouvido pelas ruas do Grande ABC. Na peça publicitária, a legenda minimiza a crise econômica em vigência e ironiza manifestações com panelas, marcas dos atos contra o governo de Dilma Rousseff (PT). A agremiação não falou diretamente dos casos de corrupção, apenas salientou que “todos cometem erros” e que eles serão superados.

Em dez minutos e com apresentação do ator José de Abreu, a sigla fez ampla defesa da política dos governos petistas e, sempre utilizando comparação com gestões anteriores à de Luiz Inácio Lula da Silva (2003-2010), afirmou que o período turbulento atual não é tão grave.

Houve também enfática defesa da manutenção do mandato de Dilma, numa tentativa de taxar de “golpe” o movimento de impeachment da petista. Rostos de figuras da oposição foram mostrados em duas oportunidades – casos do senador Aécio Neves (PSDB-MG), do deputado federal Carlos Sampaio (PSDB-SP), do senador Ronaldo Caiado (DEM-GO) e do deputado Paulinho da Força (SD-SP). “Não se deixe enganar pelos que pensam em si mesmo”, repetiu José de Abreu, como locutor da propaganda.

Lula foi o petista que mais reconheceu o momento difícil da economia e os impactos na mesa dos trabalhadores. “Nosso pior momento é ainda melhor para o trabalhador que os melhores momentos dos governos passados. Problemas econômicos se resolvem com políticas corretas e corajosas, não com oportunismo”, reclamou.

Dilma afirmou que o Brasil vive período de “travessia”. “Estamos atualizando as bases da economia e vamos voltar a crescer com todo nosso potencial. Sei suportar pressões e até injustiças, tenho ouvido e coração neste novo Brasil que não se acomoda, que não se satisfaz com pouco.”

No fim da peça, José de Abreu, na locução, ironizou os panelaços. “Nos últimos tempos, começaram a dar nova utilidade às panelas. Não temos nada contra isso, só queremos lembrar que fomos o partido que mais encheu as panelas dos brasileiros. Com as panelas, vamos fazer o que a gente mais sabe: enchê-las de comida.”


REGIÃO
No Grande ABC, foram registrados panelaços em Santo André (bairros Jardim, Campestre, Vila Homero Thon, Vila Valparaíso), São Bernardo (Centro, Rudge Ramos, Santa Terezinha, Nova Petrópolis), São Caetano (Centro, Santa Paula, Olímpico), Diadema e Mauá. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;