Fechar
Publicidade

Sábado, 8 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Nacional

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Dutra condena uso do Exército para dar segurança a filhos de FHC


Do Diário do Grande ABC

21/11/1999 | 17:24


O governador Olívio Dutra (PT) disse que o uso do Exército pelo governo federal para dar segurança aos filhos de Fernando Henrique Cardoso, na fazenda do presidente em Buritis (MG), diante da possibilidade de invasao da área pelos sem-terra, foi um erro.

Segundo o governador, a questao fundiária nao é uma questao de polícia, mas de segurança alimentar, de fazer a terra produzir mais e de forma mais diversificada.

Sobre o anúncio feito pelo MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra), que pretende cobrar na justiça, do presidente da República, para devoluçao ao Erário, os custos de deslocamento das tropas para garantir as terras de sua família em Buritis, Olívio lembrou que o MST é "um movimento social que define suas próprias açoes e expressa uma vontade de que a terra exerça sua funçao social".

Segundo o governador petista, o problema da reforma agrária "nao passa por mobilizar a repressao, mas por definir melhor linhas de açao de políticas fundiária e agrária no país". É a uniao destas políticas, segundo Olívio, que permite o desenvolvimento descentralizado, a recuperaçao da capacidade de produçao da terra e a geraçao de renda, aumentando a receita pública dos municípios.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Dutra condena uso do Exército para dar segurança a filhos de FHC

Do Diário do Grande ABC

21/11/1999 | 17:24


O governador Olívio Dutra (PT) disse que o uso do Exército pelo governo federal para dar segurança aos filhos de Fernando Henrique Cardoso, na fazenda do presidente em Buritis (MG), diante da possibilidade de invasao da área pelos sem-terra, foi um erro.

Segundo o governador, a questao fundiária nao é uma questao de polícia, mas de segurança alimentar, de fazer a terra produzir mais e de forma mais diversificada.

Sobre o anúncio feito pelo MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra), que pretende cobrar na justiça, do presidente da República, para devoluçao ao Erário, os custos de deslocamento das tropas para garantir as terras de sua família em Buritis, Olívio lembrou que o MST é "um movimento social que define suas próprias açoes e expressa uma vontade de que a terra exerça sua funçao social".

Segundo o governador petista, o problema da reforma agrária "nao passa por mobilizar a repressao, mas por definir melhor linhas de açao de políticas fundiária e agrária no país". É a uniao destas políticas, segundo Olívio, que permite o desenvolvimento descentralizado, a recuperaçao da capacidade de produçao da terra e a geraçao de renda, aumentando a receita pública dos municípios.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;