Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 14 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Ministério Público investiga escola estadual em S.Bernardo


Luciana Yamashita
Do Diário do Grande ABC

29/02/2008 | 07:06


O Ministério Público de São Bernardo vai apurar denúncia de irregularidades na administração da Escola Estadual Professor Amadeu Olivério, no Rudge Ramos. São sete tópicos na representação encaminhada por um professor e supervisor de ensino da escola que não quis se identificar, que vão desde excursão irregular de uma vice-diretora para Porto Seguro, na Bahia, à cobrança por um curso de línguas gratuito.

Seis itens da representação dizem respeito a eventuais atos de improbidade administrativa e foram encaminhados ao promotor da Cidadania, Marcelo Sciorilli. Ele informou ter instaurado procedimento para apurar as afirmações.

O sétimo tópico da representação é sobre a expulsão de seis alunos por indisciplina em junho do ano passado. “Pedi esclarecimentos que me pareceram satisfatórios na época. Como há novas informações sobre abuso de autoridade, pedi outros esclarecimentos e instaurei procedimento para apurar se houve ou não atos que justifiquem punição”, diz o promotor da Vara da Infância e Juventude, Jairo Edward De Luca.

O diretor da escola, Jonas Vicente Jatobá, rebate todas as acusações. Sobre a suposta irregularidade na viagem de uma vice-diretora, ele afirma que ela própria pagou sua viagem para acompanhar 36 alunos a Porto Seguro, viagem que fazia parte de um projeto pedagógico.

“Tenho como me defender de todas as afirmações que o reclamante faz”, afirma Jatobá.

 Notas fiscais referentes à verba de R$ 5.000, repassada pela Secretaria de Estado da Educação para um projeto literário, e a prestação de contas foram apresentadas à reportagem para negar suposto desvio de dinheiro público. Sobre o Centro de Línguas, ele reafirma que é gratuito.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Ministério Público investiga escola estadual em S.Bernardo

Luciana Yamashita
Do Diário do Grande ABC

29/02/2008 | 07:06


O Ministério Público de São Bernardo vai apurar denúncia de irregularidades na administração da Escola Estadual Professor Amadeu Olivério, no Rudge Ramos. São sete tópicos na representação encaminhada por um professor e supervisor de ensino da escola que não quis se identificar, que vão desde excursão irregular de uma vice-diretora para Porto Seguro, na Bahia, à cobrança por um curso de línguas gratuito.

Seis itens da representação dizem respeito a eventuais atos de improbidade administrativa e foram encaminhados ao promotor da Cidadania, Marcelo Sciorilli. Ele informou ter instaurado procedimento para apurar as afirmações.

O sétimo tópico da representação é sobre a expulsão de seis alunos por indisciplina em junho do ano passado. “Pedi esclarecimentos que me pareceram satisfatórios na época. Como há novas informações sobre abuso de autoridade, pedi outros esclarecimentos e instaurei procedimento para apurar se houve ou não atos que justifiquem punição”, diz o promotor da Vara da Infância e Juventude, Jairo Edward De Luca.

O diretor da escola, Jonas Vicente Jatobá, rebate todas as acusações. Sobre a suposta irregularidade na viagem de uma vice-diretora, ele afirma que ela própria pagou sua viagem para acompanhar 36 alunos a Porto Seguro, viagem que fazia parte de um projeto pedagógico.

“Tenho como me defender de todas as afirmações que o reclamante faz”, afirma Jatobá.

 Notas fiscais referentes à verba de R$ 5.000, repassada pela Secretaria de Estado da Educação para um projeto literário, e a prestação de contas foram apresentadas à reportagem para negar suposto desvio de dinheiro público. Sobre o Centro de Línguas, ele reafirma que é gratuito.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;