Fechar
Publicidade

Domingo, 28 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

turismo@dgabc.com.br | 4435-8367

Como trabalhar no exterior legalmente

 Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Redação
Do Rota de Férias

04/08/2021 | 16:58


Trabalhar no exterior legalmente é o sonho de muita gente. Quase metade (47%) dos brasileiros com idade entre 15 e 29 anos, por exemplo querem se mudar do Brasil, segundo pesquisa divulgada pela Fundação Getúlio Vargas – FGV Social em junho deste ano. As dificuldades financeiras, a falta de oportunidades no mercado de trabalho e as incertezas a respeito da economia nacional estão entre os principais motivos que levam os mais jovens a buscar novas oportunidades.

Seguro viagem prático e eficiente – Ganhe 5% de desconto ao usar o cupom ROTADEFERIAS5 na caixa “Cupom de desconto” da Seguros Promo.

De acordo com o estudo da FGV, o anseio por trabalhar no exterior legalmente não é uma característica exclusiva da classe média alta, para quem é um pouco mais simples buscar por intercâmbio. Quem tem menos renda também vê a mudança do país como uma chance de juntar dinheiro e ter condições para realizar sonhos, como comprar a casa própria, um carro e viajar.

Como trabalhar no exterior legalmente

  • Documentação

O primeiro passo para quem deseja trabalhar no exterior legalmente é buscar por um visto ou permissão. “É necessário saber previamente a documentação exigida pelo país onde pretende-se morar”, afirma a psicóloga e especialista em Recursos Humanos, Giselle Loures.

Países como Canadá, Irlanda, Portugal, Estados Unidos, Nova Zelândia e Austrália estão entre os que mais recebem brasileiros para trabalhar. Caso pretenda viajar para um deles, consulte as informações nos sites oficiais dos consulados ou cheque-as com agências de intercâmbio.

Siga a cobertura de nossos repórteres por todo o mundo, diariamente, no Instagram @rotadeferias, com direito a belas fotos e stories curiosos.

  • Vaga de emprego

Ciente da documentação necessária para trabalhar no exterior legalmente, a vaga de emprego pode ser buscada ainda no Brasil, em site especializados ou por meio do Linkedin. Agência de intercâmbio também costumam oferecer programas específicos para que contemplam estudos e emprego fora do país.

Essa última opção, de acordo com o diretor geral e fundador do Intercâmbio & Viagem, Homero Carmona, é o o caminho mais comum para tirar o sonho do papel. “Desta forma, você consegue trabalhar no exterior legalmente e sem grandes dificuldades”, afirma.

Clique neste link para comprar chip viagem internacional. Use o cupom rotadeferias na Viaje Conectado para ganhar até 10% de desconto e acessar a internet do mundo inteiro.

  • Tipos de trabalho

Destinos como Irlanda e Austrália costumam oferecer, inicialmente, empregos de garçom, babá e nas áreas da construção civil, faxina e serviços. “Este é o caminho para praticar o idioma, conhecer pessoas e, então, procurar trabalhos na sua área de formação”, diz Homero.

Quer ganhar um e-book exclusivo com dicas de viagem? Assine nossa newsletter neste link.

  • Quanto tempo

Os programas de trabalho e estudo no exterior costumam ser vinculados a cursos de maior duração. “São, pelo menos, três ou seis meses para o aprendizado de idiomas ou, então, para especialização e ensino superior ”, destaca Homero.

Vai viajar de avião? Pesquise aqui as melhores opções de passagens aéreas.

  • Tipos de intercâmbio

Há diversos tipos de intercâmbio voltados para quem pretende estudar e trabalhar no exterior legalmente. “Alguns têm escopos mais fechados de trabalho, como Au Pair e Work and Travel, que limitam idade e tipo de trabalho, mas garantem a vaga para o estudante”, conta Homero.

Entretanto, os programas que mais vêm atraindo os adultos são os de cursos de idiomas ou especialização na qual o visto dá direito a trabalhar. “Neste segundo caso, o estudante é 100% responsável por buscar sua vaga”, aponta o diretor geral e fundador do Intercâmbio & Viagem.

Reserva de hotéis no Booking. Confira aqui as melhores opções no Brasil e no mundo.

  • Principais vantagens

As principais vantagens de trabalhar no exterior legalmente são a oportunidade de aprender novas técnicas, estar em contato com uma nova cultura e descobrir diferentes possibilidades para a vida profissional. Somam-se a isso as chances de obter um salário melhor e mais qualidade de vida.

Aluguel de carro mais barato? Clique aqui para encontrar os melhores preços.

  • Os  maiores desafios

Entre os principais desafios de embarcar em um projeto desse tipo estão a distância de casa e a saudade da família. Vale destacar ainda a insegurança de se expressar em outro idioma e os processos de adaptação à uma nova realidade, sobretudo de costumes.

Para enfrentar tantas novidades, é preciso preparo. “É uma mudança muito significativa e que terá mais chances de dar certo se for pensada e planejada com cuidado”, diz Giselle. “Toda vaga de emprego exige que o candidato esteja apto. Por isso, quem tem  vontade de trabalhar no exterior legalmente também deve se informar e se dedicar para conquistar essa oportunidade”, conclui.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;