Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 1 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Tanque israelense mata pacifista americana


Da AFP

16/03/2003 | 15:02


Uma militante pacifista americana morreu este domingo ao ser atropelada por um tanque israelense em Rafah, ao Sul de Gaza, quando tentava com outros ativistas impedir a destruição de casas palestinas, segundo testemunhas.

Rachel Corrie, 23 anos, que nasceu em Washington, morreu atropelada pelo tanque, afirmou o médico Ali Mussa, chefe do hospital de Rafah, e um militante pacifista americano que foi testemunha do incidente.

"Ela estava sentada no caminho do bulldozer. Seu condutor a viu, continuou seu trajeto e passou por cima dela", contou um de seus colegas, o ativista pacifista americano Joseoh Smith.

Os militantes que estavam no local onde ocorreu a morte pertencem ao Movimento Internacional de Solidariedade. Eles opõem-se ao avanço de uma escavadeira israelense, apoiada por um tanque, que destruía casas palestinas em Rafah, perto da fronteira israelense-egípcia.

Vítima palestina — Também neste domingo, um jovem palestino morreu ao ser atingido por tiros israelenses em Khan Yunis, no Sul da Faixa de Gaza, informaram fontes de segurança e médicas palestinas.

Mohammed Abdel Hadi, 18 anos, foi atingido no tórax por balas que soldados israelenses atiraram desde uma colônia judaica e que também feriram três palestinos.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Tanque israelense mata pacifista americana

Da AFP

16/03/2003 | 15:02


Uma militante pacifista americana morreu este domingo ao ser atropelada por um tanque israelense em Rafah, ao Sul de Gaza, quando tentava com outros ativistas impedir a destruição de casas palestinas, segundo testemunhas.

Rachel Corrie, 23 anos, que nasceu em Washington, morreu atropelada pelo tanque, afirmou o médico Ali Mussa, chefe do hospital de Rafah, e um militante pacifista americano que foi testemunha do incidente.

"Ela estava sentada no caminho do bulldozer. Seu condutor a viu, continuou seu trajeto e passou por cima dela", contou um de seus colegas, o ativista pacifista americano Joseoh Smith.

Os militantes que estavam no local onde ocorreu a morte pertencem ao Movimento Internacional de Solidariedade. Eles opõem-se ao avanço de uma escavadeira israelense, apoiada por um tanque, que destruía casas palestinas em Rafah, perto da fronteira israelense-egípcia.

Vítima palestina — Também neste domingo, um jovem palestino morreu ao ser atingido por tiros israelenses em Khan Yunis, no Sul da Faixa de Gaza, informaram fontes de segurança e médicas palestinas.

Mohammed Abdel Hadi, 18 anos, foi atingido no tórax por balas que soldados israelenses atiraram desde uma colônia judaica e que também feriram três palestinos.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;