Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 7 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Cerimônia de abertura na base da gambiarra é atração no Rio

AP Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Equipe culpa falta de verba, mesmo com valor disponível sendo superior ao gasto em Londres


Anderson Fattori
Do Diário do Grande ABC

05/08/2016 | 07:00


Como se procurassem desculpas para algo que possa não sair como previsto, os diretores da cerimônia de abertura da Olimpíada falaram em gambiarras e falta de recursos em entrevista sobre o espetáculo que começa às 20h de hoje, no Maracanã e será transmitido para 3 bilhões de pessoas pelo mundo.

Sem entrar em detalhes da festa, os diretores reforçaram que tiveram de abusar da criatividade para suprir a falta de recursos, mesmo tendo à disposição R$ 225 milhões, contra R$ 180 milhões consumidos na abertura de Londres-2012.

“Tem Saara para cac... A gente comprou muita coisa no Saara (centro de comércio popular do Rio)”, destacou Andrucha Waddington. “O orçamento ficou muito abaixo da expectativa em relação a um espetáculo desta natureza. Estamos acostumados com essa questão. O espírito da gambiarra está no Brasil. É o ''''''''macgyiverismo'''''''', não temos com o que fazer, mas faremos. Gambiarra é tudo, é maravilha, é pura criação”, completou Daniela Thomas, comparando o trabalho ao de MacGyver, o versátil agente secreto da tradicional série norte-americana.

A equipe pretende mostrar a história brasileira por meio da música, muito comum em nossa cultura. Estão previstas apresentações de Caetano Veloso e Gilberto Gil. Rappers e a estrela do funk Anitta darão tempero mais contemporâneo à festa.

Imagens que vazaram indicam que haverá cenas passando pela descoberta do Brasil, pelo período da escravidão e uma recriação do voo de Santos Dumont no 14 Bis, além, claro, do tradicional desfile das delegações e um grupo de refugiados.

A expectativa é que a festa dure três horas. O grande segredo é saber que vai acender a pira olímpica. Pelé foi convidado, mas espera liberação médica para ir ao Rio.

Três brasileiros disputam hoje as classificatórias do tiro com arco

Acostumada com som potente das baterias das escolas de samba, a Marquês de Sapucaí hoje estará em absoluto silêncio para facilitar a concentração dos atletas que iniciam a disputa do tiro com arco antes mesmo da cerimônia de abertura. As disputas individuais acontecem a partir das 9h e a programação da modalidade se estende até o início da tarde.

Hoje serão disputadas as fases classificatórias no individual e por equipes. A final será amanhã, às 16h40, quando pode acontecer a primeira medalha para o Brasil.

Um dos favoritos a medalha é o carioca Marcus Vinicius DAlmeida, que se conseguir o feito será o mais jovem brasileiro em um pódio olímpico, aos 18 anos – superando em cinco meses o judoca Tiago Camilo, prata em Sidney-2000. Apesar de ser o 17º do ranking, em 2014 foi considerado o segundo melhor atleta do mundo e revelação da temporada.

Além de Marcus Vinicius, outros dois brasileiros, Bernardo Oliveira e Daniel Xavier, estarão na luta para fazer valer o fator casa e desbancar, principalmente, os rivais coreanos, que dominam amplamente a modalidade.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Cerimônia de abertura na base da gambiarra é atração no Rio

Equipe culpa falta de verba, mesmo com valor disponível sendo superior ao gasto em Londres

Anderson Fattori
Do Diário do Grande ABC

05/08/2016 | 07:00


Como se procurassem desculpas para algo que possa não sair como previsto, os diretores da cerimônia de abertura da Olimpíada falaram em gambiarras e falta de recursos em entrevista sobre o espetáculo que começa às 20h de hoje, no Maracanã e será transmitido para 3 bilhões de pessoas pelo mundo.

Sem entrar em detalhes da festa, os diretores reforçaram que tiveram de abusar da criatividade para suprir a falta de recursos, mesmo tendo à disposição R$ 225 milhões, contra R$ 180 milhões consumidos na abertura de Londres-2012.

“Tem Saara para cac... A gente comprou muita coisa no Saara (centro de comércio popular do Rio)”, destacou Andrucha Waddington. “O orçamento ficou muito abaixo da expectativa em relação a um espetáculo desta natureza. Estamos acostumados com essa questão. O espírito da gambiarra está no Brasil. É o ''''''''macgyiverismo'''''''', não temos com o que fazer, mas faremos. Gambiarra é tudo, é maravilha, é pura criação”, completou Daniela Thomas, comparando o trabalho ao de MacGyver, o versátil agente secreto da tradicional série norte-americana.

A equipe pretende mostrar a história brasileira por meio da música, muito comum em nossa cultura. Estão previstas apresentações de Caetano Veloso e Gilberto Gil. Rappers e a estrela do funk Anitta darão tempero mais contemporâneo à festa.

Imagens que vazaram indicam que haverá cenas passando pela descoberta do Brasil, pelo período da escravidão e uma recriação do voo de Santos Dumont no 14 Bis, além, claro, do tradicional desfile das delegações e um grupo de refugiados.

A expectativa é que a festa dure três horas. O grande segredo é saber que vai acender a pira olímpica. Pelé foi convidado, mas espera liberação médica para ir ao Rio.

Três brasileiros disputam hoje as classificatórias do tiro com arco

Acostumada com som potente das baterias das escolas de samba, a Marquês de Sapucaí hoje estará em absoluto silêncio para facilitar a concentração dos atletas que iniciam a disputa do tiro com arco antes mesmo da cerimônia de abertura. As disputas individuais acontecem a partir das 9h e a programação da modalidade se estende até o início da tarde.

Hoje serão disputadas as fases classificatórias no individual e por equipes. A final será amanhã, às 16h40, quando pode acontecer a primeira medalha para o Brasil.

Um dos favoritos a medalha é o carioca Marcus Vinicius DAlmeida, que se conseguir o feito será o mais jovem brasileiro em um pódio olímpico, aos 18 anos – superando em cinco meses o judoca Tiago Camilo, prata em Sidney-2000. Apesar de ser o 17º do ranking, em 2014 foi considerado o segundo melhor atleta do mundo e revelação da temporada.

Além de Marcus Vinicius, outros dois brasileiros, Bernardo Oliveira e Daniel Xavier, estarão na luta para fazer valer o fator casa e desbancar, principalmente, os rivais coreanos, que dominam amplamente a modalidade.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;