Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 20 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Escola entrega criança a desconhecido em S.Bernardo

Andréa Iseki/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

No Taboão, menina foi confundida com outra e levada pelo funcionário de uma van escolar


Natália Fernandjes
Do Diário do Grande ABC

14/02/2014 | 07:00


A monitora de academia Michelle Mesquita, 27 anos, teve um dos maiores sustos de sua vida na tarde de quarta-feira. Isso porque, quando chegou à Emeb (Escola Municipal de Educação Básica) Paschoal Carlos Magno, no bairro Taboão, em São Bernardo, para buscar a filha de 3 anos, foi informada de que a criança já havia sido entregue a um homem.

O erro foi esclarecido momentos depois, quando, já desesperada, a monitora procurou a direção da escola. A filha, Isabela Mesquita da Cunha, havia sido levada por engano pelo funcionário de uma van escolar privada que atende a unidade. “A coordenadora pedagógica e a professora se confundiram e entregaram a Isabela no lugar de uma outra menina”, conta a mãe. O detalhe é que o nome das estudantes não tem nada em comum. Uma se chama Isabela e a outra, Melissa, segundo Michelle.

A mãe alega que o engano só foi percebido pelo funcionário do transporte escolar ao chegar na casa de Melissa, quando o pai da criança informou que aquela não era sua filha. “Ao se dar conta do erro, o tio da perua levou a Isabela de volta para a escola e pegou a Melissa”, observa Michelle, ainda indignada com a troca. “Passa tanta coisa pela cabeça nesse momento de desespero. Pensei que alguém poderia ter levado ela para fazer maldade”, destaca.

Para a monitora, o erro é injustificável, apesar de Isabela estudar na pré-escola da Emeb há apenas uma semana. Antes do início das aulas, inclusive, a mãe entregou na unidade documento com os nomes das pessoas que estão autorizadas a levar e buscar Isabela além dela – o marido e a avó materna. “Os funcionários precisam conferir os nomes e as crianças antes de entregá-las para qualquer um”, acrescenta.

Na manhã de ontem, os pais participaram de reunião junto da direção escolar e representante da Secretaria da Educação. “Eles pediram desculpa, mas não é simples”, diz. Com a perda da confiança, a mãe busca outra alternativa para que a filha volte a estudar. “Ela está assustada e não quer mais ir para a escola. Vou tentar transferi-la”, completa.

Por meio de nota, a Prefeitura de São Bernardo informou que o caso está sendo apurado e que, caso seja comprovado equívoco, a Secretaria da Educação irá tomar as medidas administrativas necessárias. A administração ressaltou ainda que esta é a primeira semana de aula e o envolvimento das famílias é muito importante, tanto para a segurança emocional das crianças quanto para a integridade física.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;