Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 3 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Azulão garante classificação na liderança do Grupo A-8

Ari Paleta/DGABC  Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Empate entre Lajeadense e Metropolitano, ontem, decretou equipe na ponta da chave


Vinícius Ramalho
Especial para o Diário

08/09/2015 | 07:00


O São Caetano concretizou ontem a passagem à segunda fase do Brasileiro da Série D na liderança do Grupo A-8. O empate sem gols entre Metropolitano e Lajeadense deixou o Azulão com quatro pontos de vantagem sobre o time de Lajeado restando uma rodada para o fim da etapa inicial da competição – justamente o confronto entre os times, domingo, no Sul.

Com seis vitórias em sete jogos até aqui, o Azulão sustenta a melhor campanha entre os 40 times que disputam a Quarta Divisão. E um dos protagonistas dessa sequência é o artilheiro Jô Fernandes, autor de 11 gols, feito que faz dele o artilheiro isolado do campeonato. Após a vitória de sábado sobre o Volta Redonda, por 3 a 0, o camisa 9 falou sobre a importância de ser o melhor time da primeira fase e do bom momento após três anos afastado do futebol.

“É importante estarmos classificados, mas queremos ganhar a última partida contra a Lajeadense para pensar em vantagens nas próximas fases da Série D. Estou muito feliz com o meu momento e também do time. Devo esses gols aos meus companheiros e ao professor Martins, que tem me dado todo apoio e confiança”, analisou.

Jô também fez questão de tranquilizar a torcida quando perguntado sobre sua permanência no São Caetano, após especulações de que o São Paulo estaria interessado em contar com o seu futebol.

“Fiquei sabendo das especulações e claro que ser lembrado por grandes clubes me deixa feliz, mas devo muito ao São Caetano. Fiquei três anos parado e foi aqui que me abriram as portas. Não pretendo sair agora, quero jogar a A-2 e estou em um momento de retomar minha carreira. Tenho muito a melhorar e evoluir”, explicou.
 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Azulão garante classificação na liderança do Grupo A-8

Empate entre Lajeadense e Metropolitano, ontem, decretou equipe na ponta da chave

Vinícius Ramalho
Especial para o Diário

08/09/2015 | 07:00


O São Caetano concretizou ontem a passagem à segunda fase do Brasileiro da Série D na liderança do Grupo A-8. O empate sem gols entre Metropolitano e Lajeadense deixou o Azulão com quatro pontos de vantagem sobre o time de Lajeado restando uma rodada para o fim da etapa inicial da competição – justamente o confronto entre os times, domingo, no Sul.

Com seis vitórias em sete jogos até aqui, o Azulão sustenta a melhor campanha entre os 40 times que disputam a Quarta Divisão. E um dos protagonistas dessa sequência é o artilheiro Jô Fernandes, autor de 11 gols, feito que faz dele o artilheiro isolado do campeonato. Após a vitória de sábado sobre o Volta Redonda, por 3 a 0, o camisa 9 falou sobre a importância de ser o melhor time da primeira fase e do bom momento após três anos afastado do futebol.

“É importante estarmos classificados, mas queremos ganhar a última partida contra a Lajeadense para pensar em vantagens nas próximas fases da Série D. Estou muito feliz com o meu momento e também do time. Devo esses gols aos meus companheiros e ao professor Martins, que tem me dado todo apoio e confiança”, analisou.

Jô também fez questão de tranquilizar a torcida quando perguntado sobre sua permanência no São Caetano, após especulações de que o São Paulo estaria interessado em contar com o seu futebol.

“Fiquei sabendo das especulações e claro que ser lembrado por grandes clubes me deixa feliz, mas devo muito ao São Caetano. Fiquei três anos parado e foi aqui que me abriram as portas. Não pretendo sair agora, quero jogar a A-2 e estou em um momento de retomar minha carreira. Tenho muito a melhorar e evoluir”, explicou.
 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;