Fechar
Publicidade

Sábado, 25 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Açougueiro mata colega a facadas


Luciano Cavenagui
Do Diário do Grande ABC

01/06/2007 | 07:15


O açougueiro Jailton Barboza de Souza, 24 anos, foi preso quarta-feira pela Delegacia de Homicídios de Santo André acusado de matar a facadas o colega de trabalho Adilson dos Santos, 31. Segundo Souza confessou em depoimento, o crime foi cometido para roubar a Parati 1993 da vítima, avaliada em R$ 7 mil.

Souza trabalhava no supermercado Carrefour da Marginal Pinheiros, localizado na zona Oeste da Capital. Santos foi morto com duas facas que o açougueiro utilizava no trabalho.

O homicídio foi cometido em 9 de fevereiro. O corpo de Santos foi achado com diversas facadas e hematomas na cabeça na Estrada do Montanhão, no Parque do Pedroso, em Santo André.

Além de trabalhar no supermercado, o açougueiro atuava em uma distribuidora de água no Ipiranga, zona Sul de São Paulo, mesmo estabelecimento onde trabalhava a vítima.

Ambos tinham como colega um homem que usava o nome falso de Adilson, mas que na verdade se chamava Bruno.

Com o assassinato premeditado, Bruno e o açougueiro convidaram Santos para beber em Santo André na Parati da vítima. Na Estrada do Montanhão, pararam o carro e mataram Santos. As facas provocaram cortes de até 30 centímetros.

A polícia conseguiu identificar o açougueiro graças a um parente de Santos e à apreensão da Parati. Bruno permanece foragido.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Açougueiro mata colega a facadas

Luciano Cavenagui
Do Diário do Grande ABC

01/06/2007 | 07:15


O açougueiro Jailton Barboza de Souza, 24 anos, foi preso quarta-feira pela Delegacia de Homicídios de Santo André acusado de matar a facadas o colega de trabalho Adilson dos Santos, 31. Segundo Souza confessou em depoimento, o crime foi cometido para roubar a Parati 1993 da vítima, avaliada em R$ 7 mil.

Souza trabalhava no supermercado Carrefour da Marginal Pinheiros, localizado na zona Oeste da Capital. Santos foi morto com duas facas que o açougueiro utilizava no trabalho.

O homicídio foi cometido em 9 de fevereiro. O corpo de Santos foi achado com diversas facadas e hematomas na cabeça na Estrada do Montanhão, no Parque do Pedroso, em Santo André.

Além de trabalhar no supermercado, o açougueiro atuava em uma distribuidora de água no Ipiranga, zona Sul de São Paulo, mesmo estabelecimento onde trabalhava a vítima.

Ambos tinham como colega um homem que usava o nome falso de Adilson, mas que na verdade se chamava Bruno.

Com o assassinato premeditado, Bruno e o açougueiro convidaram Santos para beber em Santo André na Parati da vítima. Na Estrada do Montanhão, pararam o carro e mataram Santos. As facas provocaram cortes de até 30 centímetros.

A polícia conseguiu identificar o açougueiro graças a um parente de Santos e à apreensão da Parati. Bruno permanece foragido.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;