Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 10 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

China dificulta empréstimos para governos locais



20/02/2013 | 03:17


A Comissão Regulatória de Bancos da China (CBRC, na sigla em inglês) endureceu as regras sobre novos empréstimos para veículos de financiamento de governos locais, possivelmente refletindo preocupações renovadas sobre potenciais problemas de dívida e de instabilidade financeira.

A maioria dos governos locais chineses está proibida de contrair empréstimos diretamente. Alguns criaram veículos financeiros especiais para ajudar a contornar tais restrições e fornecer financiamento para infraestrutura e projetos imobiliários, que muitas vezes levam anos para gerar qualquer retorno.

A natureza obscura destes veículos tem atraído a atenção de reguladores preocupados com um possível aumento da inadimplência que pode prejudicar os bancos.

De acordo com as mais recentes medidas, a Comissão Regulatória de Bancos da China disse em um comunicado nessa terça-feira que novos empréstimos concedidos a veículos de financiamento de governos locais devem ser cobertos por fluxos de caixa existentes, e que os projetos para os quais os recursos são destinados devem gerar retornos.

O órgão também disse que os empréstimos "irregulares" a esses veículos são proibidos e que os bancos devem seguir estritamente os regulamentos de empréstimo.

A mídia local havia citado anteriormente o presidente do CBRC, Shang Fulin, dizendo que os bancos chineses tinham um total de 9,2 trilhões de yuans (US$ 1,4 trilhão) em empréstimos em circulação para veículos de financiamento de governos locais em suas carteiras no final do ano passado.

As últimas medidas foram feitas depois que o CBRC, o banco central e o ministério de Finanças reprimiram em dezembro os empréstimos para tais veículos ao impedir que os governos locais usassem bens públicos como garantias de empréstimos em nome de seus veículos de financiamento.

Enquanto isso, o CRBC também disse que pediu aos bancos que intensifiquem os empréstimos para o setor agrícola. A comissão também os avisou para serem vigilantes sobre um aumento dos empréstimos inadimplentes no setor. As informações são da Dow Jones.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

China dificulta empréstimos para governos locais


20/02/2013 | 03:17


A Comissão Regulatória de Bancos da China (CBRC, na sigla em inglês) endureceu as regras sobre novos empréstimos para veículos de financiamento de governos locais, possivelmente refletindo preocupações renovadas sobre potenciais problemas de dívida e de instabilidade financeira.

A maioria dos governos locais chineses está proibida de contrair empréstimos diretamente. Alguns criaram veículos financeiros especiais para ajudar a contornar tais restrições e fornecer financiamento para infraestrutura e projetos imobiliários, que muitas vezes levam anos para gerar qualquer retorno.

A natureza obscura destes veículos tem atraído a atenção de reguladores preocupados com um possível aumento da inadimplência que pode prejudicar os bancos.

De acordo com as mais recentes medidas, a Comissão Regulatória de Bancos da China disse em um comunicado nessa terça-feira que novos empréstimos concedidos a veículos de financiamento de governos locais devem ser cobertos por fluxos de caixa existentes, e que os projetos para os quais os recursos são destinados devem gerar retornos.

O órgão também disse que os empréstimos "irregulares" a esses veículos são proibidos e que os bancos devem seguir estritamente os regulamentos de empréstimo.

A mídia local havia citado anteriormente o presidente do CBRC, Shang Fulin, dizendo que os bancos chineses tinham um total de 9,2 trilhões de yuans (US$ 1,4 trilhão) em empréstimos em circulação para veículos de financiamento de governos locais em suas carteiras no final do ano passado.

As últimas medidas foram feitas depois que o CBRC, o banco central e o ministério de Finanças reprimiram em dezembro os empréstimos para tais veículos ao impedir que os governos locais usassem bens públicos como garantias de empréstimos em nome de seus veículos de financiamento.

Enquanto isso, o CRBC também disse que pediu aos bancos que intensifiquem os empréstimos para o setor agrícola. A comissão também os avisou para serem vigilantes sobre um aumento dos empréstimos inadimplentes no setor. As informações são da Dow Jones.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;