Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 14 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Corinthians está fora da Copa do Brasil


Do Diário OnLine

20/05/2004 | 00:34


No momento de colocar um ponto final na crise do Parque São Jorge, os jogadores do Corinthians falharam e acabaram eliminados da Copa do Brasil. Na noite destra quarta-feira, jogando no 'caldeirão' do estádio Barradão, o clube paulista perdeu para o Vitória por 2 a 0 e disse adeus à competição conhecida como 'caminho mais curto para a Copa Libertadores da América'.

A vantagem construída na semana passada, no Pacaembu, quando o Timão venceu a equipe da 'Boa Terra' por 1 a 0 (gol de Jô), não foi o suficiente. Quando a bola começou a rolar, o torcedor alvinegro percebeu que seria muito difícil segurar o Vitória e sua torcida, que compareceu em peso ao espetáculo.

Depois de passar pelo time com a segunda maior torcida no Brasil, os baianos, para chegarem à final da Copa, vão precisar atropelar o clube que tem o maior número de fanáticos no país: o Flamengo. Também nesta quarta, o rubro-negro carioca empatou por 0 a 0 com o Grêmio, no Maracanã, e definiu sua classificação. No jogo de ida, em Porto Alegre, o Mengão passou pelo Tricolor gaúcho por 1 a 0.

Homenagem - Antes da partida começar, a grande dúvida no Vitória era o atacante Edílson. Ele poderia não entrar em campo em razão da morte do seu irmão Eliezer, na madrugada de terça-feira. O rapaz, pertencente a um grupo musical (Pagodart) foi vítima de um acidente automobilístico na proximidades de Feira de Santana, também na Bahia. No entanto, quando o time adentrou ao gramado, Edílson estava entre os titulares.

Hora da Decisão - Quando a bola passou a correr no gramado do Barradão, o Vitória partiu para cima para abrir o placar e definir, ainda nos 90 minutos, sua classificação. O Corinthians, por sua vez, esperou os donos da casa virem para cima para assim poder explorar os contra-ataques com o trio Gil, Jô e Marcelo Ramos.

No entanto, apesar da anunciada pressão do clube baiano, quem perdeu a primeira chance clara de abrir o placar foi o Corinthians. Aos 12 minutos da etapa inicial, Marcelo Ramos recebeu de costas para o gol de Juninho e virou. A bola caprichosamente bateu no pé do poste direito do goleiro e saiu.

Após este lance, o Vitória acordou e foi com tudo para cima da defesa do Timão e do goleiro Fábio Costa – revelado no próprio clube da 'Boa Terra'. O arqueiro fez diversas defesas importantes, mas aos 24 minutos, ele não foi capaz de salvar os paulistas da Zona Leste. Após cobrança de escanteio, o zagueiro Adaílton subiu mais que todo mundo na área marcou.

'Um muro chamado Juninho' - No segundo tempo, o nome da partida foi o jovem goleiro Juninho. Com defesas difíceis e importantes, ele se transformou no principal jogador da conquista da vaga.

Mas quando no começo da etapa complementar, o placar marcava 1 a 0, o que significava que a disputa da vaga poderia ser levada para as cobranças de pênaltis. Para que isso não acontecesse, um dos dois times precisava marcar pelo menos um tento. E, desta maneira, o Vitória saiu na frente. Aos 21 minutos, Magnum, com um chute de fora da área, deixou a sua marca.

Na seqüência do confronto, o Corinthians foi para cima. No entanto, a estrela de Juninho estava brilhando muito mais forte do que as de todos os jogadores do Timão juntas. Fim de jogo: Vitória 2 x 0 Corinthians.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Corinthians está fora da Copa do Brasil

Do Diário OnLine

20/05/2004 | 00:34


No momento de colocar um ponto final na crise do Parque São Jorge, os jogadores do Corinthians falharam e acabaram eliminados da Copa do Brasil. Na noite destra quarta-feira, jogando no 'caldeirão' do estádio Barradão, o clube paulista perdeu para o Vitória por 2 a 0 e disse adeus à competição conhecida como 'caminho mais curto para a Copa Libertadores da América'.

A vantagem construída na semana passada, no Pacaembu, quando o Timão venceu a equipe da 'Boa Terra' por 1 a 0 (gol de Jô), não foi o suficiente. Quando a bola começou a rolar, o torcedor alvinegro percebeu que seria muito difícil segurar o Vitória e sua torcida, que compareceu em peso ao espetáculo.

Depois de passar pelo time com a segunda maior torcida no Brasil, os baianos, para chegarem à final da Copa, vão precisar atropelar o clube que tem o maior número de fanáticos no país: o Flamengo. Também nesta quarta, o rubro-negro carioca empatou por 0 a 0 com o Grêmio, no Maracanã, e definiu sua classificação. No jogo de ida, em Porto Alegre, o Mengão passou pelo Tricolor gaúcho por 1 a 0.

Homenagem - Antes da partida começar, a grande dúvida no Vitória era o atacante Edílson. Ele poderia não entrar em campo em razão da morte do seu irmão Eliezer, na madrugada de terça-feira. O rapaz, pertencente a um grupo musical (Pagodart) foi vítima de um acidente automobilístico na proximidades de Feira de Santana, também na Bahia. No entanto, quando o time adentrou ao gramado, Edílson estava entre os titulares.

Hora da Decisão - Quando a bola passou a correr no gramado do Barradão, o Vitória partiu para cima para abrir o placar e definir, ainda nos 90 minutos, sua classificação. O Corinthians, por sua vez, esperou os donos da casa virem para cima para assim poder explorar os contra-ataques com o trio Gil, Jô e Marcelo Ramos.

No entanto, apesar da anunciada pressão do clube baiano, quem perdeu a primeira chance clara de abrir o placar foi o Corinthians. Aos 12 minutos da etapa inicial, Marcelo Ramos recebeu de costas para o gol de Juninho e virou. A bola caprichosamente bateu no pé do poste direito do goleiro e saiu.

Após este lance, o Vitória acordou e foi com tudo para cima da defesa do Timão e do goleiro Fábio Costa – revelado no próprio clube da 'Boa Terra'. O arqueiro fez diversas defesas importantes, mas aos 24 minutos, ele não foi capaz de salvar os paulistas da Zona Leste. Após cobrança de escanteio, o zagueiro Adaílton subiu mais que todo mundo na área marcou.

'Um muro chamado Juninho' - No segundo tempo, o nome da partida foi o jovem goleiro Juninho. Com defesas difíceis e importantes, ele se transformou no principal jogador da conquista da vaga.

Mas quando no começo da etapa complementar, o placar marcava 1 a 0, o que significava que a disputa da vaga poderia ser levada para as cobranças de pênaltis. Para que isso não acontecesse, um dos dois times precisava marcar pelo menos um tento. E, desta maneira, o Vitória saiu na frente. Aos 21 minutos, Magnum, com um chute de fora da área, deixou a sua marca.

Na seqüência do confronto, o Corinthians foi para cima. No entanto, a estrela de Juninho estava brilhando muito mais forte do que as de todos os jogadores do Timão juntas. Fim de jogo: Vitória 2 x 0 Corinthians.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;