Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 5 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Anhembi é favorito para receber prova da Fórmula Indy no Brasil



27/11/2009 | 07:00


São Paulo ganhou na quarta-feira o direito de receber a etapa brasileira da Fórmula Indy em 2010. Mas ainda não sabe onde fará o circuito de rua para a disputa da prova, que está marcada para acontecer no dia 14 de março. A região do Anhembi, no entanto, desponta como favorita.

"Iremos definir o percurso segundo critérios técnicos. Existem algumas propostas. E a primeira delas, que parece mais interessante para os organizadores, é na Marginal Tietê, no entorno do Anhembi", contou ontem o prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, em entrevista à Rádio Bandeirantes.

Apesar de a região ser favorita, o prefeito explicou que ainda não há uma definição. "Para que possa acontecer, deve obedecer alguns critérios. E vamos torcer para que atenda. Caso contrário, faremos ajustes nesse mesmo itinerário na região, ou poderemos também escolher outro local da cidade", explicou o prefeito paulistano.

A utilização do autódromo de Interlagos, onde é realizado o Grande Prêmio do Brasil de Fórmula 1 - a edição de 2010 será no dia 14 de novembro -, já está descartada. "A ideia principal é fazer corrida urbana", afimou Kassab.

"O certo é que a prova em São Paulo será na rua. Não cogitamos usar nem pedir Interlagos", reforçou Carlo Gancia, promotor da prova na Capital.

O local da prova deverá ser anunciado até 15 de dezembro, quando as três partes envolvidas (os promotores do evento, a prefeitura de São Paulo e a direção da Indy), terão todos os relatórios de segurança e trânsito nas mãos.

Tony Cotman, diretor de segurança da categoria, está na capital paulista justamente para analisar essa questão de forma detalhada.

A escolha de São Paulo como sede da etapa brasileira da Fórmula Indy foi surpreendente. A capital paulista não aparecia entre as candidatas durante o longo processo de confirmação da prova no Brasil: as cidades do Rio de Janeiro, Ribeirão Preto e Salvador eram as pretendentes - mas acabou levando a melhor.

"O compromisso com os organizadores é a prefeitura investir R$ 12 milhões, que poderão vir dos cofres públicos ou, eventualmente, de parceiros nossos na cidade", revelou Kassab, que aposta em um grande retorno para São Paulo.

"O resultado final, com certeza, será positivo para a cidade. Será muito saudável para as finanças de São Paulo. Mas não há condições para estimar agora qual seria a receita da cidade com esse evento", concluiu o prefeito.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Anhembi é favorito para receber prova da Fórmula Indy no Brasil


27/11/2009 | 07:00


São Paulo ganhou na quarta-feira o direito de receber a etapa brasileira da Fórmula Indy em 2010. Mas ainda não sabe onde fará o circuito de rua para a disputa da prova, que está marcada para acontecer no dia 14 de março. A região do Anhembi, no entanto, desponta como favorita.

"Iremos definir o percurso segundo critérios técnicos. Existem algumas propostas. E a primeira delas, que parece mais interessante para os organizadores, é na Marginal Tietê, no entorno do Anhembi", contou ontem o prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, em entrevista à Rádio Bandeirantes.

Apesar de a região ser favorita, o prefeito explicou que ainda não há uma definição. "Para que possa acontecer, deve obedecer alguns critérios. E vamos torcer para que atenda. Caso contrário, faremos ajustes nesse mesmo itinerário na região, ou poderemos também escolher outro local da cidade", explicou o prefeito paulistano.

A utilização do autódromo de Interlagos, onde é realizado o Grande Prêmio do Brasil de Fórmula 1 - a edição de 2010 será no dia 14 de novembro -, já está descartada. "A ideia principal é fazer corrida urbana", afimou Kassab.

"O certo é que a prova em São Paulo será na rua. Não cogitamos usar nem pedir Interlagos", reforçou Carlo Gancia, promotor da prova na Capital.

O local da prova deverá ser anunciado até 15 de dezembro, quando as três partes envolvidas (os promotores do evento, a prefeitura de São Paulo e a direção da Indy), terão todos os relatórios de segurança e trânsito nas mãos.

Tony Cotman, diretor de segurança da categoria, está na capital paulista justamente para analisar essa questão de forma detalhada.

A escolha de São Paulo como sede da etapa brasileira da Fórmula Indy foi surpreendente. A capital paulista não aparecia entre as candidatas durante o longo processo de confirmação da prova no Brasil: as cidades do Rio de Janeiro, Ribeirão Preto e Salvador eram as pretendentes - mas acabou levando a melhor.

"O compromisso com os organizadores é a prefeitura investir R$ 12 milhões, que poderão vir dos cofres públicos ou, eventualmente, de parceiros nossos na cidade", revelou Kassab, que aposta em um grande retorno para São Paulo.

"O resultado final, com certeza, será positivo para a cidade. Será muito saudável para as finanças de São Paulo. Mas não há condições para estimar agora qual seria a receita da cidade com esse evento", concluiu o prefeito.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;