Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 10 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Promotor pede inquérito penal contra Belluzzo


Das Agências

27/11/2009 | 07:00


O promotor Paulo Castilho afirmou ontem que solicitou a abertura de inquétito penal contra o presidente do Palmeiras, Luiz Gonzaga Belluzzo, pelas ofensas e ameaças feitas ao árbitro Carlos Eugênio Simon após a derrota (1 a 0) do Verdão para o Fluminense.

"Já requisitei junto ao Jecrim (Juizado Especial Criminal) as providências legais do caso. O artigo 286 do Código Penal fala sobre incitação à violência. A apuração dos fatos deve durar de três a seis meses", explicou Castilho.

Belluzzo se irritou com Simon pelo gol anulado de Obina, que colocaria o Palmeiras em vantagem no confronto. O promotor também falou sobre outra polêmica protagonizada pelo mandatário palmeiresne, que foi flagrado em vídeo cantando "vamos matar os bambis", em festa de uma torcida organizada do Palmeiras.

"As palavras dele (no vídeo) também caberiam uma denúncia no artigo 286. Só que, como ele já alegou que falou em tom de brincadeira, dificilmente haveria uma condenação. No caso do Simon, é diferente. O Belluzzo falou depois do jogo e confirmou no dia seguinte", explicou.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Promotor pede inquérito penal contra Belluzzo

Das Agências

27/11/2009 | 07:00


O promotor Paulo Castilho afirmou ontem que solicitou a abertura de inquétito penal contra o presidente do Palmeiras, Luiz Gonzaga Belluzzo, pelas ofensas e ameaças feitas ao árbitro Carlos Eugênio Simon após a derrota (1 a 0) do Verdão para o Fluminense.

"Já requisitei junto ao Jecrim (Juizado Especial Criminal) as providências legais do caso. O artigo 286 do Código Penal fala sobre incitação à violência. A apuração dos fatos deve durar de três a seis meses", explicou Castilho.

Belluzzo se irritou com Simon pelo gol anulado de Obina, que colocaria o Palmeiras em vantagem no confronto. O promotor também falou sobre outra polêmica protagonizada pelo mandatário palmeiresne, que foi flagrado em vídeo cantando "vamos matar os bambis", em festa de uma torcida organizada do Palmeiras.

"As palavras dele (no vídeo) também caberiam uma denúncia no artigo 286. Só que, como ele já alegou que falou em tom de brincadeira, dificilmente haveria uma condenação. No caso do Simon, é diferente. O Belluzzo falou depois do jogo e confirmou no dia seguinte", explicou.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;