Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 10 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Lula irá à posse de Cristina Kirchner



25/11/2007 | 07:06


O presidente Luiz Inácio Lula da Silva já confirmou presença na posse da presidente eleita da Argentina, Cristina Fernández de Kirchner, em 10 de dezembro. Outros presidentes da região também aceitaram o convite da Casa Rosada: Evo Morales (Bolívia), Michelle Bachelet (Chile), Hugo Chávez (Venezuela), Nicanor Duarte (Paraguai), Rafael Correa (Equador) e até Tabaré Vázquez (Uruguai), com quem a Argentina anda com as relações tensas em função da fábrica de celulose Botnia. Entre as autoridades de outras regiões, até o momento, a chancelaria argentina confirmou somente o primeiro-ministro da França, Francois Fillon.

A cerimônia de juramento e posse de Cristina está marcada para as 15h (16h de Brasília), em sessão do Congresso Nacional, onde fará seu primeiro discurso como presidente.

Os cumprimentos formais das delegações estrangeiras serão feitos também na sede do Congresso. Logo depois, Cristina dará posse aos seus ministros na Casa Rosada. No final da tarde haverá um grande festival de música na Praça de Maio, marco das grandes manifestações políticas do país.

Os organizadores pretendem que o evento seja uma grande “festa popular da democracia”, como já foi batizada pela Rosada, de apoio à nova presidente.

Não está previsto oficialmente que Cristina saia à famosa sacada da sede do governo, de onde a popular Evita Perón saudava seus seguidores.

No entanto, quando Néstor Kirchner assumiu a presidência, em maio de 2003, foi ela quem incentivou o marido a sair na sacada e acenar para o povo. No último fim de semana, câmaras de vídeo e pessoal do cerimonial ensaiavam detalhes da cerimônia com um longo tapete vermelho estendido nas escadarias laterais da Casa Rosada, por onde entram as autoridades.

Tampouco se prevê que Cristina quebre o protocolo, como fez seu marido, ao caminhar entre a multidão na Praça de Maio, ocasião em que foi golpeado na cabeça com uma câmera de fotos e sofreu um ferimento leve.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Lula irá à posse de Cristina Kirchner


25/11/2007 | 07:06


O presidente Luiz Inácio Lula da Silva já confirmou presença na posse da presidente eleita da Argentina, Cristina Fernández de Kirchner, em 10 de dezembro. Outros presidentes da região também aceitaram o convite da Casa Rosada: Evo Morales (Bolívia), Michelle Bachelet (Chile), Hugo Chávez (Venezuela), Nicanor Duarte (Paraguai), Rafael Correa (Equador) e até Tabaré Vázquez (Uruguai), com quem a Argentina anda com as relações tensas em função da fábrica de celulose Botnia. Entre as autoridades de outras regiões, até o momento, a chancelaria argentina confirmou somente o primeiro-ministro da França, Francois Fillon.

A cerimônia de juramento e posse de Cristina está marcada para as 15h (16h de Brasília), em sessão do Congresso Nacional, onde fará seu primeiro discurso como presidente.

Os cumprimentos formais das delegações estrangeiras serão feitos também na sede do Congresso. Logo depois, Cristina dará posse aos seus ministros na Casa Rosada. No final da tarde haverá um grande festival de música na Praça de Maio, marco das grandes manifestações políticas do país.

Os organizadores pretendem que o evento seja uma grande “festa popular da democracia”, como já foi batizada pela Rosada, de apoio à nova presidente.

Não está previsto oficialmente que Cristina saia à famosa sacada da sede do governo, de onde a popular Evita Perón saudava seus seguidores.

No entanto, quando Néstor Kirchner assumiu a presidência, em maio de 2003, foi ela quem incentivou o marido a sair na sacada e acenar para o povo. No último fim de semana, câmaras de vídeo e pessoal do cerimonial ensaiavam detalhes da cerimônia com um longo tapete vermelho estendido nas escadarias laterais da Casa Rosada, por onde entram as autoridades.

Tampouco se prevê que Cristina quebre o protocolo, como fez seu marido, ao caminhar entre a multidão na Praça de Maio, ocasião em que foi golpeado na cabeça com uma câmera de fotos e sofreu um ferimento leve.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;