Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 1 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Para ver, ouvir e refletir

Cias de teatro da região ganham palcos de São Caetano; com
entrada gratuita, mostra tem início hoje e encerra no domingo


Vinícius Castelli
Do Diário do Grande ABC

27/08/2012 | 07:00


Se para o artista é muito importante ter um palco para mostrar seu trabalho e fazer com que as pessoas de sua região saibam de sua existência, a mesma coisa é para o público poder admirar e conhecer artistas locais.

Boa oportunidade para juntar essas forças é a Mostra dos Sete, que chega este ano à sua 4ª edição. O evento - realização da Prefeitura Municipal de São Caetano - traz para três palcos da cidade peças de sete companhias de teatro do Grande ABC. Com entrada gratuita, a mostra tem início hoje e encerra domingo.

Quem dá o pontapé inicial hoje na agenda é a Cia Vacivu, no Sesc São Caetano, às 20h30. Representante de Santo André, a companhia de teatro leva ao palco a peça Clara em Neve. Com direção e dramaturgia do mineiro Daniel Viana, o monólogo conta a história de Ana - interpretada pela atriz Mari Nogueira -, uma senhora de 65 anos portadora de alzheimer.

Tendo como cenário a cozinha, a peça escrita ano passado foi feita a partir de diversas pesquisas a respeito da doença. "Percebemos que alguns sintomas aparecem nas tarefas domésticas. As pessoas vão achando que é coisa do cotidiano, cansaço", diz Viana. "Outra característica de quem tem a doença é trocar objetos de lugar e acreditar que aquele é o lugar certo", afirma.

Segundo o diretor, em Clara em Neve, o público é parte do espetáculo e conversa com a personagem. "A peça chama as pessoas a interagir. Ana pede ao público para entrar na casa, serve bolo, trata a situação como se fosse um café da tarde. Vai demonstrando sintomas da doença, as confusões mentais", conta.

De acordo com o diretor, a ideia é apresentada de forma leve e até cômica em alguns momentos. Para ele, o importante é mostrar para as pessoas - durante os 60 minutos de encenação - o que é certo fazer nesses casos, que o cuidador de pessoas com alzheimer não deve contrariá-las. "Faz repensar a inquietude do idoso, faz saber que ele sente falta de ter com quem conversar", diz.

Amanhã é a vez do Grupo de Artemis apresentar a peça Re-Talhados. A Cia sobe ao palco do Teatro Santos Dumont às 15h. Artistas contam a história de um pobre pedreiro e sua esposa que buscam quebrar um feitiço. Um bosque serve de cenário para a busca de itens mágicos.

Na quarta-feira, a Cia Estrela D'alva de Teatro apresenta no Teatro Santos Dumont, às 20h, a peça Ulisses Molly Bloom - Dançando Para Adiar. O espetáculo, criado a partir da obra de James Joyce, conta a travessia de Leopold Bloom por uma cidade. Na quinta-feira a temática é a ligação entre fantasia e a realidade com a peça Sonho de Padaria, da Cia Nove Atos, na Praça do Professor, às 20h.

Um gigante e crianças são o tema de sexta-feira, na apresentação O Gigante Egoísta, da Cia Cia Bonecos e Formas Animadas, no Santos Dumont, às 15h. Já na tarde de sábado, também às 15h, o teatro recebe O Livro Mágico, com o Grupo Garagem de Teatro. A mostra encerra no domingo com o Núcleo 48, responsável pela peça A Torre em Concurso. A comédia desvenda costumes do cotidiano da sociedade brasileira do século 19 e as estruturas políticas da época.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Para ver, ouvir e refletir

Cias de teatro da região ganham palcos de São Caetano; com
entrada gratuita, mostra tem início hoje e encerra no domingo

Vinícius Castelli
Do Diário do Grande ABC

27/08/2012 | 07:00


Se para o artista é muito importante ter um palco para mostrar seu trabalho e fazer com que as pessoas de sua região saibam de sua existência, a mesma coisa é para o público poder admirar e conhecer artistas locais.

Boa oportunidade para juntar essas forças é a Mostra dos Sete, que chega este ano à sua 4ª edição. O evento - realização da Prefeitura Municipal de São Caetano - traz para três palcos da cidade peças de sete companhias de teatro do Grande ABC. Com entrada gratuita, a mostra tem início hoje e encerra domingo.

Quem dá o pontapé inicial hoje na agenda é a Cia Vacivu, no Sesc São Caetano, às 20h30. Representante de Santo André, a companhia de teatro leva ao palco a peça Clara em Neve. Com direção e dramaturgia do mineiro Daniel Viana, o monólogo conta a história de Ana - interpretada pela atriz Mari Nogueira -, uma senhora de 65 anos portadora de alzheimer.

Tendo como cenário a cozinha, a peça escrita ano passado foi feita a partir de diversas pesquisas a respeito da doença. "Percebemos que alguns sintomas aparecem nas tarefas domésticas. As pessoas vão achando que é coisa do cotidiano, cansaço", diz Viana. "Outra característica de quem tem a doença é trocar objetos de lugar e acreditar que aquele é o lugar certo", afirma.

Segundo o diretor, em Clara em Neve, o público é parte do espetáculo e conversa com a personagem. "A peça chama as pessoas a interagir. Ana pede ao público para entrar na casa, serve bolo, trata a situação como se fosse um café da tarde. Vai demonstrando sintomas da doença, as confusões mentais", conta.

De acordo com o diretor, a ideia é apresentada de forma leve e até cômica em alguns momentos. Para ele, o importante é mostrar para as pessoas - durante os 60 minutos de encenação - o que é certo fazer nesses casos, que o cuidador de pessoas com alzheimer não deve contrariá-las. "Faz repensar a inquietude do idoso, faz saber que ele sente falta de ter com quem conversar", diz.

Amanhã é a vez do Grupo de Artemis apresentar a peça Re-Talhados. A Cia sobe ao palco do Teatro Santos Dumont às 15h. Artistas contam a história de um pobre pedreiro e sua esposa que buscam quebrar um feitiço. Um bosque serve de cenário para a busca de itens mágicos.

Na quarta-feira, a Cia Estrela D'alva de Teatro apresenta no Teatro Santos Dumont, às 20h, a peça Ulisses Molly Bloom - Dançando Para Adiar. O espetáculo, criado a partir da obra de James Joyce, conta a travessia de Leopold Bloom por uma cidade. Na quinta-feira a temática é a ligação entre fantasia e a realidade com a peça Sonho de Padaria, da Cia Nove Atos, na Praça do Professor, às 20h.

Um gigante e crianças são o tema de sexta-feira, na apresentação O Gigante Egoísta, da Cia Cia Bonecos e Formas Animadas, no Santos Dumont, às 15h. Já na tarde de sábado, também às 15h, o teatro recebe O Livro Mágico, com o Grupo Garagem de Teatro. A mostra encerra no domingo com o Núcleo 48, responsável pela peça A Torre em Concurso. A comédia desvenda costumes do cotidiano da sociedade brasileira do século 19 e as estruturas políticas da época.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;