Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 28 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Estação de Riacho Grande vai tratar esgoto


Samir Siviero e Sucena Shkrada Resk
Do Diário do Grande ABC

27/04/2003 | 19:04


Subutilizada desde sua inauguração em 1969, a ETE (Estação de Tratamento de Esgoto) do Riacho Grande, em São Bernardo, deve ser melhor aproveitada até o fim do ano com o bombeamento de esgoto coletado no Parque Estoril. A Prefeitura de São Bernardo terá de construir um coletor-tronco, que deve passar por baixo da via Anchieta, além de estações elevatórias, para conduzir o esgoto do Parque Estoril até a ETE.

Atualmente, a estação trata o esgoto de cerca de 3 mil moradores do Riacho Grande, além de dejetos de sumidouros de escolas da rede municipal localizadas na área – que é de manancial, e por isso tem restrições em relação à ocupação – ou de residência do próprio Parque Estoril. A ETE tem capacidade para alcançar até 8 mil pessoas.

Conforme classificou o secretário de Obras de São Bernardo, Otávio Manente, a ETE do Riacho Grande é como uma “camisa que há tempos não é utilizada e, de repente, nota-se que ela ainda está boa para o uso”.

“Ela pode ser melhor explorada e por isso queremos levar o esgoto do Parque Estoril para ser tratado lá”, disse Manente.

Hoje, São Bernardo tem duas ETEs, uma no Riacho Grande e outra no Jardim dos Pinheiros, que foi construída recentemente por meio de uma iniciativa que envolveu comunidade local, MP (Ministério Público) e Prefeitura. A ETE Riacho Grande foi construída antes da criação da lei de proteção dos mananciais e, por isso, pôde ser instalada próxima à represa Billings.

O bombeamento do esgoto do Parque Estoril para a ETE Riacho Grande deve começar ainda esse ano, segundo Manente. A construção de duas estações elevatórias e do coletor-tronco entre o Estoril e o Riacho Grande devem custar R$ 1 milhão à Prefeitura.

“A licitação deve ser aberta em um mês e no prazo de seis meses deverão ser iniciadas as obras”, afirmou o secretário.

Depois de fazer a ligação entre o Parque Estoril e o Riacho Grande, a Prefeitura pretende fazer uma rede de interligação do coletor-tronco às vilas Anchieta, Jurubatuba, Tozzi, bairro Yara Praia e Jardim Monte Carlo. Com essas ligações, a ETE completaria 100% de sua capacidade, mas ainda não há previsão de quando serão feitas essas extensões.

Apesar de ter duas estações de tratamento em funcionamento na cidade, mesmo com a ETE Riacho Grande funcionando 100%, São Bernardo só tratará 2% do esgoto produzido no município. Atualmente, na ETE do Riacho Grande são tratados 1,1 mil m³/dia de esgoto por dia. Na ETE Pinheirinho são 700 m³/dia que correspondem a 2 mil habitantes.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;