Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 24 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Cratera engole rua no Jd.Zaíra 4, em Mauá


Angela Martins
Especial para o Diário

10/04/2006 | 07:59


Um buraco de aproximadamente oito metros de profundidade e seis metros de diâmetro tem deixado os moradores da rua Eduardo Machado, no Jardim Zaíra 4, em Mauá, apavorados há mais de 15 dias. A cratera teria se formado no fim de março, durante uma forte chuva. Os moradores ouviram um estrondo e, em poucos segundos, viram que o asfalto havia sido engolido.

“Deve ter estourado a canalização do córrego que passa embaixo da rua. Ouvimos o estouro e, de repente, o chão veio abaixo. No começo o buraco era de uns três metros de profundidade, mas com as chuvas fortes, as águas foram engolindo a terra, deixando a cratera cada vez mais funda”, relata o comerciante Sebastião Casado de Lima, 63 anos.

Os moradores apontam o perigo iminente de acidentes no local, especialmente devido à proximidade com uma escola estadual, a Olinda Furtado. “É muito perigoso um carro cair nesse buraco, pedestres escorregarem. Como tem uma escola nessa rua, as crianças costumam passar por aqui e ficar brincando de empurrar na beirada do buraco”, preocupa-se Lima.

“Passa muita criança por aqui, isso está perigoso demais. Outro dia mesmo, um menino quase caiu dentro do buraco”, reitera a dona-de-casa Maria das Dores Barbosa, 48 anos. As águas típicas da época são um motivo a mais de preocupação. “Com as chuvas, nós tememos que esse buraco prejudique as casas”, argumenta Maria. Segundo os moradores, a Prefeitura já foi acionada várias vezes a respeito do problema, mas não apresentou solução.

“Os técnicos da Sama (Saneamento Básico do Município de Mauá) vem todo dia aqui. Mas só ficam olhando, não fazem nada para fechar esse buraco”, irrita-se o soldador Milton Guedes Ferreira, 58 anos. De acordo com ele, a prefeitura apenas informa aos moradores que “as obras estão em andamento”.

Mais buracos – Em frente ao número 60 da rua Santa Luzia, na Vila Bocaina, também em Mauá, outro buraco incomoda os moradores. Há mais de um mês um vazamento de água consertado pela Sama deixou aberto uma cratera com cerca de um metro de diâmetro. “Eles só jogaram terra e pedra por cima, não fecharam direito”, queixa-se a auxiliar de inspeção Sônia Camargo, 49 anos. Segundo ela, o buraco atrapalha o trânsito local.

A reportagem entrou em contato com a Prefeitura, mas não houve retorno sobre os problemas no Jardim Zaíra 4 e na Vila Bocaina até o fechamento desta edição. (Supervisão de Adriana Gomes)


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Cratera engole rua no Jd.Zaíra 4, em Mauá

Angela Martins
Especial para o Diário

10/04/2006 | 07:59


Um buraco de aproximadamente oito metros de profundidade e seis metros de diâmetro tem deixado os moradores da rua Eduardo Machado, no Jardim Zaíra 4, em Mauá, apavorados há mais de 15 dias. A cratera teria se formado no fim de março, durante uma forte chuva. Os moradores ouviram um estrondo e, em poucos segundos, viram que o asfalto havia sido engolido.

“Deve ter estourado a canalização do córrego que passa embaixo da rua. Ouvimos o estouro e, de repente, o chão veio abaixo. No começo o buraco era de uns três metros de profundidade, mas com as chuvas fortes, as águas foram engolindo a terra, deixando a cratera cada vez mais funda”, relata o comerciante Sebastião Casado de Lima, 63 anos.

Os moradores apontam o perigo iminente de acidentes no local, especialmente devido à proximidade com uma escola estadual, a Olinda Furtado. “É muito perigoso um carro cair nesse buraco, pedestres escorregarem. Como tem uma escola nessa rua, as crianças costumam passar por aqui e ficar brincando de empurrar na beirada do buraco”, preocupa-se Lima.

“Passa muita criança por aqui, isso está perigoso demais. Outro dia mesmo, um menino quase caiu dentro do buraco”, reitera a dona-de-casa Maria das Dores Barbosa, 48 anos. As águas típicas da época são um motivo a mais de preocupação. “Com as chuvas, nós tememos que esse buraco prejudique as casas”, argumenta Maria. Segundo os moradores, a Prefeitura já foi acionada várias vezes a respeito do problema, mas não apresentou solução.

“Os técnicos da Sama (Saneamento Básico do Município de Mauá) vem todo dia aqui. Mas só ficam olhando, não fazem nada para fechar esse buraco”, irrita-se o soldador Milton Guedes Ferreira, 58 anos. De acordo com ele, a prefeitura apenas informa aos moradores que “as obras estão em andamento”.

Mais buracos – Em frente ao número 60 da rua Santa Luzia, na Vila Bocaina, também em Mauá, outro buraco incomoda os moradores. Há mais de um mês um vazamento de água consertado pela Sama deixou aberto uma cratera com cerca de um metro de diâmetro. “Eles só jogaram terra e pedra por cima, não fecharam direito”, queixa-se a auxiliar de inspeção Sônia Camargo, 49 anos. Segundo ela, o buraco atrapalha o trânsito local.

A reportagem entrou em contato com a Prefeitura, mas não houve retorno sobre os problemas no Jardim Zaíra 4 e na Vila Bocaina até o fechamento desta edição. (Supervisão de Adriana Gomes)

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;