Fechar
Publicidade

Sábado, 16 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Filme 'Avatar': ainda longe de ser o maior em público


Luís Felipe Soares
Do Diário do Grande ABC

21/02/2010 | 07:00


De tempos em tempos, surgem filmes que chamam a atenção não só por seu conteúdo, mas também pelo impacto causado em toda a indústria cinematográfica. A bola da vez é o megalomaníaco Avatar, de James Cameron, que está perto de completar seu segundo mês de exibição em todo o mundo.

Seu principal título é o de maior bilheteria de todos os tempos, com a incrível quantia mundial de US$ 2,3 bilhões. Até o início deste mês o recorde (US$ 1,8 bilhão) era de Titanic (1997), do mesmo diretor.

Apesar de todo o barulho em torno dos valores, Avatar ainda está longe de ser o filme mais assistido nos cinemas. Aparece apenas na 53ª colocação, com 60,7 milhões de espectadores, em ranking liderado pelo clássico E o Vento Levou (1939), que somou público de mais de 202 milhões de pessoas. O número assusta, mas é importante lembrar que a contagem soma os muitos anos em que o filme ficou em cartaz e seus vários relançamentos.

Em relação à lista de maiores bilheterias, o épico futurista de Cameron não para de solidificar seu posto de campeão. Os números se devem muito aos atuais altos preços dos cinemas e ao fato de os ingressos das sessões em terceira dimensão e nas salas IMAX serem mais caros do que os de espaços com tecnologia convencional.

O item causa polêmica, já que a arrecadação em certos lugares não é devidamente atualizada. Um dos mais respeitados criadores dessas listas é o site norte-americano Box Office Mojo, especialista em cinema. Não há dados 100% confiáveis nele e em nenhum outro lugar, mas o que vale é a diversão em relação a essas curiosidades.

Avatar tem outros números grandiosos. O projeto demorou dez anos para ser finalizado e teve custo de cerca de US$ 500 milhões (somados produção e divulgação). No Brasil, os ingressos vendidos já renderam mais de R$ 81,5 milhões e mais de 7,5 milhões de pessoas o assistiram. Isso tudo sem contar sua contribuição ao revolucionar o mercado devido a criação e utilização do chamado 3D estereoscópico. Todo o sucesso leva a indústria cinematográfica a investir pesado na tecnologia.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Filme 'Avatar': ainda longe de ser o maior em público

Luís Felipe Soares
Do Diário do Grande ABC

21/02/2010 | 07:00


De tempos em tempos, surgem filmes que chamam a atenção não só por seu conteúdo, mas também pelo impacto causado em toda a indústria cinematográfica. A bola da vez é o megalomaníaco Avatar, de James Cameron, que está perto de completar seu segundo mês de exibição em todo o mundo.

Seu principal título é o de maior bilheteria de todos os tempos, com a incrível quantia mundial de US$ 2,3 bilhões. Até o início deste mês o recorde (US$ 1,8 bilhão) era de Titanic (1997), do mesmo diretor.

Apesar de todo o barulho em torno dos valores, Avatar ainda está longe de ser o filme mais assistido nos cinemas. Aparece apenas na 53ª colocação, com 60,7 milhões de espectadores, em ranking liderado pelo clássico E o Vento Levou (1939), que somou público de mais de 202 milhões de pessoas. O número assusta, mas é importante lembrar que a contagem soma os muitos anos em que o filme ficou em cartaz e seus vários relançamentos.

Em relação à lista de maiores bilheterias, o épico futurista de Cameron não para de solidificar seu posto de campeão. Os números se devem muito aos atuais altos preços dos cinemas e ao fato de os ingressos das sessões em terceira dimensão e nas salas IMAX serem mais caros do que os de espaços com tecnologia convencional.

O item causa polêmica, já que a arrecadação em certos lugares não é devidamente atualizada. Um dos mais respeitados criadores dessas listas é o site norte-americano Box Office Mojo, especialista em cinema. Não há dados 100% confiáveis nele e em nenhum outro lugar, mas o que vale é a diversão em relação a essas curiosidades.

Avatar tem outros números grandiosos. O projeto demorou dez anos para ser finalizado e teve custo de cerca de US$ 500 milhões (somados produção e divulgação). No Brasil, os ingressos vendidos já renderam mais de R$ 81,5 milhões e mais de 7,5 milhões de pessoas o assistiram. Isso tudo sem contar sua contribuição ao revolucionar o mercado devido a criação e utilização do chamado 3D estereoscópico. Todo o sucesso leva a indústria cinematográfica a investir pesado na tecnologia.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;