Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 23 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Aidan Ravin mantém otimismo com Legislativo


Leandro Laranjeira
Do Diário do Grande ABC

25/02/2009 | 07:00


O prefeito Aidan Ravin (PTB-Santo André) está otimista quanto à situação delicada a qual enfrenta atualmente frente aos vereadores. Após perder apoio dos três parlamentares do DEM e, consequentemente, a governabilidade na Casa, o chefe do Executivo afirmou estar tranquilo quanto ao atual cenário.

Segundo o petebista, "não há dificuldade alguma em definir uma bancada de sustentação". "Não está difícil, mas o que precisa ser entendido é que o relacionamento entre prefeito e vereador tem de começar a ser construído, pois não existia em Santo André", explicou Aidan, alfinetando a gestão petista de João Avamileno, a quem ele critica por "não ter dialogado com o Legislativo".

Embora hoje não tenha força para aprovar projetos nem que necessitem de maioria simples - 11 votos de 21, mas o governo pode contar apenas com oito -, o petebista afirmou estar oferecendo uma "parceria" com os parlamentares.

"Ganhei a eleição com apenas dois vereadores (os petebistas Israel Zekcer e Gilberto Wachtler, o Gilberto do Primavera). Agora é necessário estabelecer essa relação de confiança. Como ex-vereador, tenho respeito pela Casa e não sacanearia ou colocaria ninguém em situação humilhante. Mas também não posso oferecer tudo da Prefeitura em um primeiro contato", afirmou, referindo-se à cobrança de participação no governo feita pelos partidos para integrar a base aliada."Queremos uma parceria, por meio da qual o vereador é o nosso fiscal, nossos olhos e ouvidos, e em contrapartida fazemos um trabalho em conjunto."

Aidan confirma que o espaço será dado em seu devido tempo. "Estou formando um governo técnico, de pessoas capacitadas, não político. A parte política virá depois, em um outro momento. Mas vou acrescentar (na administração) quem participar comigo agora. Estamos conversando com o PSDB, partido que me apoiou no segundo turno da eleição. Tão logo definirmos uma situação, automaticamente a discussão será aberta a outras legendas", garantiu.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Aidan Ravin mantém otimismo com Legislativo

Leandro Laranjeira
Do Diário do Grande ABC

25/02/2009 | 07:00


O prefeito Aidan Ravin (PTB-Santo André) está otimista quanto à situação delicada a qual enfrenta atualmente frente aos vereadores. Após perder apoio dos três parlamentares do DEM e, consequentemente, a governabilidade na Casa, o chefe do Executivo afirmou estar tranquilo quanto ao atual cenário.

Segundo o petebista, "não há dificuldade alguma em definir uma bancada de sustentação". "Não está difícil, mas o que precisa ser entendido é que o relacionamento entre prefeito e vereador tem de começar a ser construído, pois não existia em Santo André", explicou Aidan, alfinetando a gestão petista de João Avamileno, a quem ele critica por "não ter dialogado com o Legislativo".

Embora hoje não tenha força para aprovar projetos nem que necessitem de maioria simples - 11 votos de 21, mas o governo pode contar apenas com oito -, o petebista afirmou estar oferecendo uma "parceria" com os parlamentares.

"Ganhei a eleição com apenas dois vereadores (os petebistas Israel Zekcer e Gilberto Wachtler, o Gilberto do Primavera). Agora é necessário estabelecer essa relação de confiança. Como ex-vereador, tenho respeito pela Casa e não sacanearia ou colocaria ninguém em situação humilhante. Mas também não posso oferecer tudo da Prefeitura em um primeiro contato", afirmou, referindo-se à cobrança de participação no governo feita pelos partidos para integrar a base aliada."Queremos uma parceria, por meio da qual o vereador é o nosso fiscal, nossos olhos e ouvidos, e em contrapartida fazemos um trabalho em conjunto."

Aidan confirma que o espaço será dado em seu devido tempo. "Estou formando um governo técnico, de pessoas capacitadas, não político. A parte política virá depois, em um outro momento. Mas vou acrescentar (na administração) quem participar comigo agora. Estamos conversando com o PSDB, partido que me apoiou no segundo turno da eleição. Tão logo definirmos uma situação, automaticamente a discussão será aberta a outras legendas", garantiu.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;