Fechar
Publicidade

Sábado, 25 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Mancini testa três atacantes e libera conversa com torcida


Marco Borba
Com Agências

21/03/2009 | 07:00


O técnico Vágner Mancini usou boa parte do treino secreto de ontem na Vila Belmiro para testar a formação com três atacantes: Roni pela direita, Kleber Pereira fixo no meio e Neymar na esquerda. Mas, na entrevista coletiva, disse que ainda vai estudar um pouco mais o Corinthians - adversário de amanhã - antes de anunciar a escalação oficial.

Ele sabe que vai enfrentar um adversário fechado e diz que Mano Menezes não é o tipo de técnico suicida, preferindo priorizar o sistema defensivo. "Montei duas maneiras de jogar para a equipe", despistou o treinador, demonstrando descontentamento em razão de parte do trabalho secreto ter sido filmado por uma equipe de televisão.

"Gostaria de saber de onde vocês tiraram essa informação do time com três atacantes. Seria bom que respeitassem a nossa privacidade porque em uma próxima oportunidade podemos agir de outra forma", avisou.

O mais surpreendente no time armado por Mancini em parte do treino técnico foi que Madson sobrou. Ele é considerado pelo treinador o mais importante da equipe na maioria das partidas e definido como "desarrumador de defesas adversárias".

"Antes de decidir, vamos pesar os prós e contras. Com três atacantes, o time fica mais veloz e leva mais perigo ao adversário, porém fica mais exposto na marcação. Temos chances de jogar das duas maneiras", admitiu o treinador.

Ao mesmo tempo em que tenta passar a ideia de que poderá escalar o time com três atacantes, Mancini diz que tem duas maneiras de neutralizar Ronaldo: uma delas é armando a defesa com três zagueiros reforçando a marcação no meio com três volantes.

Enquanto o time treinava na Vila, aproximadamente 70 integrantes de uma torcida organizada faziam uma batucada junto ao portão de acesso da imprensa no CT Rei Pelé. Depois que os atletas foram para o CT, os torcedores tiveram autorização para entrar e conversar com os jogadores. Os mais procurados foram Rodrigo Souto, Neymar e Lúcio Flávio.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Mancini testa três atacantes e libera conversa com torcida

Marco Borba
Com Agências

21/03/2009 | 07:00


O técnico Vágner Mancini usou boa parte do treino secreto de ontem na Vila Belmiro para testar a formação com três atacantes: Roni pela direita, Kleber Pereira fixo no meio e Neymar na esquerda. Mas, na entrevista coletiva, disse que ainda vai estudar um pouco mais o Corinthians - adversário de amanhã - antes de anunciar a escalação oficial.

Ele sabe que vai enfrentar um adversário fechado e diz que Mano Menezes não é o tipo de técnico suicida, preferindo priorizar o sistema defensivo. "Montei duas maneiras de jogar para a equipe", despistou o treinador, demonstrando descontentamento em razão de parte do trabalho secreto ter sido filmado por uma equipe de televisão.

"Gostaria de saber de onde vocês tiraram essa informação do time com três atacantes. Seria bom que respeitassem a nossa privacidade porque em uma próxima oportunidade podemos agir de outra forma", avisou.

O mais surpreendente no time armado por Mancini em parte do treino técnico foi que Madson sobrou. Ele é considerado pelo treinador o mais importante da equipe na maioria das partidas e definido como "desarrumador de defesas adversárias".

"Antes de decidir, vamos pesar os prós e contras. Com três atacantes, o time fica mais veloz e leva mais perigo ao adversário, porém fica mais exposto na marcação. Temos chances de jogar das duas maneiras", admitiu o treinador.

Ao mesmo tempo em que tenta passar a ideia de que poderá escalar o time com três atacantes, Mancini diz que tem duas maneiras de neutralizar Ronaldo: uma delas é armando a defesa com três zagueiros reforçando a marcação no meio com três volantes.

Enquanto o time treinava na Vila, aproximadamente 70 integrantes de uma torcida organizada faziam uma batucada junto ao portão de acesso da imprensa no CT Rei Pelé. Depois que os atletas foram para o CT, os torcedores tiveram autorização para entrar e conversar com os jogadores. Os mais procurados foram Rodrigo Souto, Neymar e Lúcio Flávio.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;