Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 9 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

V.União sofre com vazamentos de água


André Vieira
Especial para o Diário

19/05/2008 | 07:17


Moradoras da Rua dos Mineiros, na Vila União, em São Bernardo, convivem há meses com vazamentos de água em suas residências.
De acordo com Cícera Maria de Araújo Sousa, 50 anos, e Maria José Montalvão Cunha, 41, o problema se intensifica no período de chuvas. "O vazamento está entrando dentro do meu quarto. A água já se infiltrou nas paredes", reclamou Maria, que mora na região há quase duas décadas e afirma nunca ter tido problema hidráulico anterior na residência.

Lia, como é conhecida no bairro, se queixa que a água começou a minar do chão de um dos cômodos de sua casa desde o começo do ano. "De repente, surgiu um vazamento. Não só na minha casa, mas na de uma vizinha também", disse.

A vizinha é a costureira Cícera, que exerce a profissão em casa e fica impedida de trabalhar quando o problema se agrava. "No quartinho (onde ocorre o vazamento) funciona minha oficina de costura. Quando chove, ele fica alagado. No momento não tem água porque faz dias que choveu", explicou Cícera, que há 11 anos mora na Vila União.

Segundo as moradoras da Rua do Mineiros, a Sabesp (Companhia de Saneamento Básico de São Paulo) já foi procurada para resolver os problemas. "Já reclamei por telefone e pessoalmente. A primeira vez que eles (Sabesp) vieram, o quartinho parecia uma piscina. Fizeram uma coleta de água, mas não deram retorno", afirmou Lia, que protocolou reclamação repetidas vezes.

Procurada pelo Diário, a Sabesp informou que faria ontem à noite um procedimento para detectar a origem do vazamento. Encontrado o problema, uma equipe seria deslocada hoje para fazer o reparo.
(Supervisão de Heloísa Cestari)



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

V.União sofre com vazamentos de água

André Vieira
Especial para o Diário

19/05/2008 | 07:17


Moradoras da Rua dos Mineiros, na Vila União, em São Bernardo, convivem há meses com vazamentos de água em suas residências.
De acordo com Cícera Maria de Araújo Sousa, 50 anos, e Maria José Montalvão Cunha, 41, o problema se intensifica no período de chuvas. "O vazamento está entrando dentro do meu quarto. A água já se infiltrou nas paredes", reclamou Maria, que mora na região há quase duas décadas e afirma nunca ter tido problema hidráulico anterior na residência.

Lia, como é conhecida no bairro, se queixa que a água começou a minar do chão de um dos cômodos de sua casa desde o começo do ano. "De repente, surgiu um vazamento. Não só na minha casa, mas na de uma vizinha também", disse.

A vizinha é a costureira Cícera, que exerce a profissão em casa e fica impedida de trabalhar quando o problema se agrava. "No quartinho (onde ocorre o vazamento) funciona minha oficina de costura. Quando chove, ele fica alagado. No momento não tem água porque faz dias que choveu", explicou Cícera, que há 11 anos mora na Vila União.

Segundo as moradoras da Rua do Mineiros, a Sabesp (Companhia de Saneamento Básico de São Paulo) já foi procurada para resolver os problemas. "Já reclamei por telefone e pessoalmente. A primeira vez que eles (Sabesp) vieram, o quartinho parecia uma piscina. Fizeram uma coleta de água, mas não deram retorno", afirmou Lia, que protocolou reclamação repetidas vezes.

Procurada pelo Diário, a Sabesp informou que faria ontem à noite um procedimento para detectar a origem do vazamento. Encontrado o problema, uma equipe seria deslocada hoje para fazer o reparo.
(Supervisão de Heloísa Cestari)

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;