Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 29 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Torcida ainda acredita em Portugal


Renato Gerbelli
Especial para o Diário

17/06/2014 | 07:00


Alemanha e Portugal fizeram mais uma grande partida na Copa do Mundo. O confronto terminou com a goleada histórica de 4 a 0 dos alemães. O resultado, no entanto, não minou a esperança da comunidade luso-portuguesa, que se reuniu na Casa de Portugal do Grande ABC, em Santo André, de a seleção se classificar para a segunda fase.

“Perdemos o jogo que poderíamos perder. Agora a esperança é classificar em segundo”, afirmou o estudante Lucas Azevedo, 21 anos.

Já para o gerente de vendas José Carlos Magalhães, 57, a goleada de ontem foi uma exceção. “A Alemanha não é tudo isso. Hoje (ontem), Portugal mereceu perder, estava muito pesado em campo. Cristiano Ronaldo jogou muito isolado. Ele é o melhor do mundo, mas não é mágico. O juiz também nos prejudicou bastante. Não expulsou o Müller, que fez três gols, e deixou de marcar um pênalti a nosso favor. Mesmo assim, conseguiremos passar com tranquilidade para as oitavas de final”, opinou.

O português nascido em Mogadouro José Joaquim Barreiros, 69, que está no Brasil desde os 17 anos, era o único do local que havia desistido da seleção. “Esse técnico (Paulo Bento) é muito fraco. Com ele não passaremos nem da fase de grupos. Se ainda fosse o Felipão a gente chegaria longe”, declarou.

Ainda com os 3 a 0 no placar, sem perder o humor, a pensionista Anna Lúcia Memori, 61, brincou com o resultado do jogo. “O jeito agora é comer bolinho de bacalhau. Os outros jogos nós vamos ganhar e nos classificar.”



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Torcida ainda acredita em Portugal

Renato Gerbelli
Especial para o Diário

17/06/2014 | 07:00


Alemanha e Portugal fizeram mais uma grande partida na Copa do Mundo. O confronto terminou com a goleada histórica de 4 a 0 dos alemães. O resultado, no entanto, não minou a esperança da comunidade luso-portuguesa, que se reuniu na Casa de Portugal do Grande ABC, em Santo André, de a seleção se classificar para a segunda fase.

“Perdemos o jogo que poderíamos perder. Agora a esperança é classificar em segundo”, afirmou o estudante Lucas Azevedo, 21 anos.

Já para o gerente de vendas José Carlos Magalhães, 57, a goleada de ontem foi uma exceção. “A Alemanha não é tudo isso. Hoje (ontem), Portugal mereceu perder, estava muito pesado em campo. Cristiano Ronaldo jogou muito isolado. Ele é o melhor do mundo, mas não é mágico. O juiz também nos prejudicou bastante. Não expulsou o Müller, que fez três gols, e deixou de marcar um pênalti a nosso favor. Mesmo assim, conseguiremos passar com tranquilidade para as oitavas de final”, opinou.

O português nascido em Mogadouro José Joaquim Barreiros, 69, que está no Brasil desde os 17 anos, era o único do local que havia desistido da seleção. “Esse técnico (Paulo Bento) é muito fraco. Com ele não passaremos nem da fase de grupos. Se ainda fosse o Felipão a gente chegaria longe”, declarou.

Ainda com os 3 a 0 no placar, sem perder o humor, a pensionista Anna Lúcia Memori, 61, brincou com o resultado do jogo. “O jeito agora é comer bolinho de bacalhau. Os outros jogos nós vamos ganhar e nos classificar.”

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;