Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 24 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

BC das Filipinas avalia alterar taxas de juros



05/02/2014 | 04:11


O Banco Central das Filipinas informou que o espaço para manter as taxas de juros "pode estar se estreitando". As taxas de juros se mantêm a níveis historicamente baixos desde 2012, mas a inflação começa ser fonte de preocupação, uma vez que o dado de janeiro se aproximou do topo das previsões.

O índice de preços ao consumidor (CPI, na sigla em inglês) de janeiro subiu 4,2% na comparação com o mesmo mês do ano passado, acelerando-se sobre a alta de 4,1% nos preços registrada em dezembro. A previsão do banco central era de uma inflação entre 3,4% e 4,3% para o mês, pressionada pelos preços alimentícios, que continuam elevados por conta dos recentes tufões e pelas mudanças climáticas.

"Nós iremos ver se algum ajuste à política monetária será necessário baseado no equilíbrio desses riscos ao cenário inflacionário", afirmou Amando Tetangco, presidente do Banco Central das Filipinas, um dia antes da autoridade monetária se reunir para decidir sobre as taxas de juros.

Entre os riscos que podem levar à alta dos preços, Tetangco citou fatores domésticos e externos, incluindo dados econômicos sobre os EUA, a Europa, a China e outros mercados emergentes. Fonte: Dow Jones Newswires.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

BC das Filipinas avalia alterar taxas de juros


05/02/2014 | 04:11


O Banco Central das Filipinas informou que o espaço para manter as taxas de juros "pode estar se estreitando". As taxas de juros se mantêm a níveis historicamente baixos desde 2012, mas a inflação começa ser fonte de preocupação, uma vez que o dado de janeiro se aproximou do topo das previsões.

O índice de preços ao consumidor (CPI, na sigla em inglês) de janeiro subiu 4,2% na comparação com o mesmo mês do ano passado, acelerando-se sobre a alta de 4,1% nos preços registrada em dezembro. A previsão do banco central era de uma inflação entre 3,4% e 4,3% para o mês, pressionada pelos preços alimentícios, que continuam elevados por conta dos recentes tufões e pelas mudanças climáticas.

"Nós iremos ver se algum ajuste à política monetária será necessário baseado no equilíbrio desses riscos ao cenário inflacionário", afirmou Amando Tetangco, presidente do Banco Central das Filipinas, um dia antes da autoridade monetária se reunir para decidir sobre as taxas de juros.

Entre os riscos que podem levar à alta dos preços, Tetangco citou fatores domésticos e externos, incluindo dados econômicos sobre os EUA, a Europa, a China e outros mercados emergentes. Fonte: Dow Jones Newswires.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;