Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 24 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

Neymar faz a diferença

Jogador do Santos decide clássico contra o São Paulo


Especial para o Diário

01/05/2012 | 00:00


Setores da imprensa tentaram igualar o clássico de domingo no Estádio do Morumbi. Mas cá entre nós, o Santos é muito melhor que o São Paulo. E ainda o Tricolor não teve o seu melhor jogador: Luís Fabiano.

A única esperança são-paulina seria o pseudocansaço do Santos, por causa da viagem do meio de semana para a Bolívia. Nem isso adiantou. O resultado foi construído no primeiro tempo e mais uma vez Neymar imperou.

Mais do que justo o Santos chegar à final do Paulistão. A mesma coisa aconteceu em Campinas. O Guarani foi melhor que a Ponte e fará mais uma vez a final do Paulistão.

UMA SURPRESA E DUAS VITÓRIAS NORMAIS
O América-MG fez o possível e impossível para desclassificar o Cruzeiro. Extraiu forças não se sabe de onde e fez 2 a 1 no segundo jogo, classificação que acabou sendo justa. Até porque no primeiro também deu América: 3 x 2.

O Botafogo ganhou a Taça Rio e vai decidir o Carioca com o Fluminense, campeão da Taça Guanabara. O Vasco da Gama esteve irreconhecível no Engenhão.

A mesma coisa se viu com o Grêmio de Luxemburgo. Por isso a vitória do Internacional acabou sendo recebida com naturalidade. Inter vai decidir com o Caxias o Gauchão deste ano.

MÁGOA
José Maria Marin vai completar dois meses na presidência da CBF. Nesse período, reuniu-se com o vice-presidente Michel Temer, com o ministro de Esporte, Aldo Rebello, com o presidente da Fifa, Joseph Blatter, e outras diversas autoridades.

Em conversas reservadas, ele disse mais de uma vez que não entende a razão de não ter sido convidado para tomar café com Geraldo Alckmin. Ambos têm pouca coisa a tratar, mas seria um encontro mais simbólico do que administrativo.

Alckmin mostrou que tem divergências com Marin ao recusar o seu nome, indicado pelo PTB, para comandar a Secretaria de Esportes no início do governo estadual.

BRONCA
Todos os santistas comemoraram a classificação para a final do Paulista-2012. Outra coisa ficou clara no Morumbi depois do jogo contra o São Paulo: jogadores, comissão técnica e dirigentes voltaram com muita bronca da Bolívia.

O resultado adverso até que foi considerado normal. O que gerou a revolta foi a forma como os santistas foram tratados. Diante das câmeras e fora delas. Cartolas omissos e torcedores agressivos demonstraram zero de fair-play.

O troco se verá no jogo de volta na Vila Belmiro. Dentro do campo, ressalta Muricy Ramalho! Por isso, é possível antever goleada, acreditem.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Neymar faz a diferença

Jogador do Santos decide clássico contra o São Paulo

Especial para o Diário

01/05/2012 | 00:00


Setores da imprensa tentaram igualar o clássico de domingo no Estádio do Morumbi. Mas cá entre nós, o Santos é muito melhor que o São Paulo. E ainda o Tricolor não teve o seu melhor jogador: Luís Fabiano.

A única esperança são-paulina seria o pseudocansaço do Santos, por causa da viagem do meio de semana para a Bolívia. Nem isso adiantou. O resultado foi construído no primeiro tempo e mais uma vez Neymar imperou.

Mais do que justo o Santos chegar à final do Paulistão. A mesma coisa aconteceu em Campinas. O Guarani foi melhor que a Ponte e fará mais uma vez a final do Paulistão.

UMA SURPRESA E DUAS VITÓRIAS NORMAIS
O América-MG fez o possível e impossível para desclassificar o Cruzeiro. Extraiu forças não se sabe de onde e fez 2 a 1 no segundo jogo, classificação que acabou sendo justa. Até porque no primeiro também deu América: 3 x 2.

O Botafogo ganhou a Taça Rio e vai decidir o Carioca com o Fluminense, campeão da Taça Guanabara. O Vasco da Gama esteve irreconhecível no Engenhão.

A mesma coisa se viu com o Grêmio de Luxemburgo. Por isso a vitória do Internacional acabou sendo recebida com naturalidade. Inter vai decidir com o Caxias o Gauchão deste ano.

MÁGOA
José Maria Marin vai completar dois meses na presidência da CBF. Nesse período, reuniu-se com o vice-presidente Michel Temer, com o ministro de Esporte, Aldo Rebello, com o presidente da Fifa, Joseph Blatter, e outras diversas autoridades.

Em conversas reservadas, ele disse mais de uma vez que não entende a razão de não ter sido convidado para tomar café com Geraldo Alckmin. Ambos têm pouca coisa a tratar, mas seria um encontro mais simbólico do que administrativo.

Alckmin mostrou que tem divergências com Marin ao recusar o seu nome, indicado pelo PTB, para comandar a Secretaria de Esportes no início do governo estadual.

BRONCA
Todos os santistas comemoraram a classificação para a final do Paulista-2012. Outra coisa ficou clara no Morumbi depois do jogo contra o São Paulo: jogadores, comissão técnica e dirigentes voltaram com muita bronca da Bolívia.

O resultado adverso até que foi considerado normal. O que gerou a revolta foi a forma como os santistas foram tratados. Diante das câmeras e fora delas. Cartolas omissos e torcedores agressivos demonstraram zero de fair-play.

O troco se verá no jogo de volta na Vila Belmiro. Dentro do campo, ressalta Muricy Ramalho! Por isso, é possível antever goleada, acreditem.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;