Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 19 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Nacional

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Reduçao da jornada dos servidores causa polêmica em SC


Do Diário do Grande ABC

09/06/2000 | 09:06


A decisao do Tribunal de Justiça de reduzir a jornada de trabalho de 8 para 6 horas para os servidores do poder judiciário, anunciada nesta quinta-feira pelo presidente do TJ, desembargador Francisco Xavier, causou polêmica na Ordem dos Advogados do Brasil-Santa Catarina e funcionários do TJ, que sao contrários à medida.

Para o presidente da OAB-SC, Jefferson Kravchychyn, ``a medida é retrógrada e absurda e vem de um Poder que já está desgastado''. A Ordem convocou assembléia geral para o próximo dia 15, quando discutirá este assunto e também o nepotismo no TJ catarinense.

Os funcionários do TJ realizam assembléia na tarde desta sexta-feira e a pauta inclui reivindicaçao salarial e reduçao da jornada de trabalho. ``O TJ quer trocar a reduçao por reposiçao dos salários'', considerou Alcides Leonel, presidente do sindicato dos servidores do Tribunal de Justiça.

A categoria reivindica reajuste de 60,49%. O presidente do TJ, em entrevista concedida a uma rádio local, argumentou que a diminuiçao da carga horária tem como objetivo ``permitir uma maior convivência entre os servidores e familiares''. Ele acrescentou que a medida visa valorizar o servidor e proporcionar uma ambiente mais humanizado no TJ.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Reduçao da jornada dos servidores causa polêmica em SC

Do Diário do Grande ABC

09/06/2000 | 09:06


A decisao do Tribunal de Justiça de reduzir a jornada de trabalho de 8 para 6 horas para os servidores do poder judiciário, anunciada nesta quinta-feira pelo presidente do TJ, desembargador Francisco Xavier, causou polêmica na Ordem dos Advogados do Brasil-Santa Catarina e funcionários do TJ, que sao contrários à medida.

Para o presidente da OAB-SC, Jefferson Kravchychyn, ``a medida é retrógrada e absurda e vem de um Poder que já está desgastado''. A Ordem convocou assembléia geral para o próximo dia 15, quando discutirá este assunto e também o nepotismo no TJ catarinense.

Os funcionários do TJ realizam assembléia na tarde desta sexta-feira e a pauta inclui reivindicaçao salarial e reduçao da jornada de trabalho. ``O TJ quer trocar a reduçao por reposiçao dos salários'', considerou Alcides Leonel, presidente do sindicato dos servidores do Tribunal de Justiça.

A categoria reivindica reajuste de 60,49%. O presidente do TJ, em entrevista concedida a uma rádio local, argumentou que a diminuiçao da carga horária tem como objetivo ``permitir uma maior convivência entre os servidores e familiares''. Ele acrescentou que a medida visa valorizar o servidor e proporcionar uma ambiente mais humanizado no TJ.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;