Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 22 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Benazir Bhutto quer fugir das eleições, acusa Musharraf


Da AFP

17/11/2007 | 09:31


O presidente do Paquistão, Pervez Musharraf, acusou a líder da oposição e ex-primeira-ministra paquistanesa Benazir Bhutto de querer se esquivar das eleições legislativas, dizendo que seu partido "não está em situação de ganhar", em entrevista à BBC nesta sexta-feira.

Os comentários de Musharraf foram divulgados depois que Bhutto tachou o novo governo interino do Paquistão de "inaceitável" e "parcial" e pouco antes de um encontro previsto entre o presidente e subsecretário do Departamento de Estado americano John Negroponte, número dois da pasta.

"Na realidade, é ela que, talvez, não queira eleições no Paquistão", disse Musharraf, na entrevista, referindo-se às legislativas previstas para antes de 9 de janeiro. "E é ela que quer fazer uma guerra de agitação, já que não parece querer ir às eleições, porque seu partido não está em situação de ganhar", completou o presidente do Paquistão.

Musharraf também atacou as críticas feitas contra ele no exterior por sua gestão desde março passado. "Antes de março, eu era muito bom. Eu me tornei louco depois de março, ou minha personalidade mudou repentinamente? Sou 'o médico e o monstro', ou o quê?", completou.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Benazir Bhutto quer fugir das eleições, acusa Musharraf

Da AFP

17/11/2007 | 09:31


O presidente do Paquistão, Pervez Musharraf, acusou a líder da oposição e ex-primeira-ministra paquistanesa Benazir Bhutto de querer se esquivar das eleições legislativas, dizendo que seu partido "não está em situação de ganhar", em entrevista à BBC nesta sexta-feira.

Os comentários de Musharraf foram divulgados depois que Bhutto tachou o novo governo interino do Paquistão de "inaceitável" e "parcial" e pouco antes de um encontro previsto entre o presidente e subsecretário do Departamento de Estado americano John Negroponte, número dois da pasta.

"Na realidade, é ela que, talvez, não queira eleições no Paquistão", disse Musharraf, na entrevista, referindo-se às legislativas previstas para antes de 9 de janeiro. "E é ela que quer fazer uma guerra de agitação, já que não parece querer ir às eleições, porque seu partido não está em situação de ganhar", completou o presidente do Paquistão.

Musharraf também atacou as críticas feitas contra ele no exterior por sua gestão desde março passado. "Antes de março, eu era muito bom. Eu me tornei louco depois de março, ou minha personalidade mudou repentinamente? Sou 'o médico e o monstro', ou o quê?", completou.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;