Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 6 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Washington justifica retirada de observadores da prisão de Jericó


Da AFP

14/03/2006 | 14:29


Os Estados Unidos justificaram nesta terça-feira a retirada dos observadores ocidentais da prisão de Jericó (Cisjordânia) e fizeram um pedido por "calma" e "moderação" aos palestinos e israelenses.

"Entramos em contato com israelenses e palestinos, assim como com os outros atores da região, para pedir calma e moderação", declarou o porta-voz do departamento americano de Estado, Sean McCormack, a partir de Jacarta.

Segundo o porta-voz, "os observadores se retiraram devido à preocupação com a segurança".

A secretária de Estado, Condoleezza Rice, que atualmente visita a Indonésia, pediu por telefone a seu homólogo britânico Jack Straw para se informar sobre os últimos acontecimentos, precisou McCormack.

Os contatos com israelenses e palestinos foram feitos através do vice-secretário de Estado responsável pelo Oriente Médio, David Welch, e o assessor da Casa Branca para o Oriente Médio, Eliott Abrams, especificou.

O porta-voz não deu explicações sobre a coincidência entre a retirada dos observadores, nesta terça-feira, e o ataque israelense à prisão de Jericó, que deixou dois mortos e vários feridos.

"Perguntem aos israelenses", disse.

O exército israelense lançou um ataque contra a prisão de Jericó minutos depois de os três observadores britânicos ali instalados terem partido e quando não havia no lugar nenhum observador americano.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Washington justifica retirada de observadores da prisão de Jericó

Da AFP

14/03/2006 | 14:29


Os Estados Unidos justificaram nesta terça-feira a retirada dos observadores ocidentais da prisão de Jericó (Cisjordânia) e fizeram um pedido por "calma" e "moderação" aos palestinos e israelenses.

"Entramos em contato com israelenses e palestinos, assim como com os outros atores da região, para pedir calma e moderação", declarou o porta-voz do departamento americano de Estado, Sean McCormack, a partir de Jacarta.

Segundo o porta-voz, "os observadores se retiraram devido à preocupação com a segurança".

A secretária de Estado, Condoleezza Rice, que atualmente visita a Indonésia, pediu por telefone a seu homólogo britânico Jack Straw para se informar sobre os últimos acontecimentos, precisou McCormack.

Os contatos com israelenses e palestinos foram feitos através do vice-secretário de Estado responsável pelo Oriente Médio, David Welch, e o assessor da Casa Branca para o Oriente Médio, Eliott Abrams, especificou.

O porta-voz não deu explicações sobre a coincidência entre a retirada dos observadores, nesta terça-feira, e o ataque israelense à prisão de Jericó, que deixou dois mortos e vários feridos.

"Perguntem aos israelenses", disse.

O exército israelense lançou um ataque contra a prisão de Jericó minutos depois de os três observadores britânicos ali instalados terem partido e quando não havia no lugar nenhum observador americano.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;