Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 10 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Reposição de peças crescerá até 17%


Priscila Dal Poggetto
Do Diário do Grande ABC

17/12/2007 | 07:11


Férias, 13º salário e viagens programadas. Por esses três fatores, dezembro é o mês de maior movimento no mercado de peças de reposição. Segundo o presidente da Anfape (Associação Nacional dos Fabricantes de Autopeças), Renato Ayres Fonseca, as vendas no atacado do setor de reposição independente deverá crescer entre 12% e 17% em janeiro e fevereiro.

“Novembro e dezembro são ótimos meses para revender, mas a reposição se dá em janeiro e fevereiro, com impacto até março”, afirma. A venda das peças acompanha a procura por serviços em oficinas mecânicas como troca de freio, suspensão e pneu.

Na região, a procura por serviços automotivos deverá aumentar a partir desta semana. “As vendas até agora estão mornas”, afirma o gerente da filial de São Bernardo da Della Via, Edmilson Alves de Carvalho. Segundo o gerente, a expectativa está no depósito do 13º salário na conta do cliente, no dia 20.

Mesmo mais fraco do que o ano passado, o vendedor da ABC Pneus, de Santo André, Edson Rodrigues Filho, afirma que dezembro sempre vende mais que os outros meses. “Normalmente a cota que temos cresce 40%.”

Para a gerente de vendas no varejo da loja Valetão, de Santo André, Elaine Casado de Souza, o movimento crescerá de 30% a 40%.

PROCURA

Segundo o gerente comercial da Oficina Brasil, José Ricardo Segala, freio, pneu e suspensão são os carros-chefe das vendas de fim de ano, que deverá aumentar 40%.

Apesar do apelo desses itens, especialmente para quem faz a revisão do veículo antes de viajar, o presidente da Anfape afirma que serviços como funilaria e pintura também tem aumentado, devido ao volume de crédito para financiar.

PROJEÇÃO

A expectativa do segmento de reposição de peças é de crescimento entre 20% e 25% neste ano, sobre o acumulado de 2006.

De acordo com Fonseca, para 2008 a previsão é de expansão no mesmo patamar. “O mercado está bastante robusto por conta da frota circulante. A conseqüência desta série de recordes de vendas de veículos novos será sentida no mercado de reposição nos próximos anos”, ressalta.


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Reposição de peças crescerá até 17%

Priscila Dal Poggetto
Do Diário do Grande ABC

17/12/2007 | 07:11


Férias, 13º salário e viagens programadas. Por esses três fatores, dezembro é o mês de maior movimento no mercado de peças de reposição. Segundo o presidente da Anfape (Associação Nacional dos Fabricantes de Autopeças), Renato Ayres Fonseca, as vendas no atacado do setor de reposição independente deverá crescer entre 12% e 17% em janeiro e fevereiro.

“Novembro e dezembro são ótimos meses para revender, mas a reposição se dá em janeiro e fevereiro, com impacto até março”, afirma. A venda das peças acompanha a procura por serviços em oficinas mecânicas como troca de freio, suspensão e pneu.

Na região, a procura por serviços automotivos deverá aumentar a partir desta semana. “As vendas até agora estão mornas”, afirma o gerente da filial de São Bernardo da Della Via, Edmilson Alves de Carvalho. Segundo o gerente, a expectativa está no depósito do 13º salário na conta do cliente, no dia 20.

Mesmo mais fraco do que o ano passado, o vendedor da ABC Pneus, de Santo André, Edson Rodrigues Filho, afirma que dezembro sempre vende mais que os outros meses. “Normalmente a cota que temos cresce 40%.”

Para a gerente de vendas no varejo da loja Valetão, de Santo André, Elaine Casado de Souza, o movimento crescerá de 30% a 40%.

PROCURA

Segundo o gerente comercial da Oficina Brasil, José Ricardo Segala, freio, pneu e suspensão são os carros-chefe das vendas de fim de ano, que deverá aumentar 40%.

Apesar do apelo desses itens, especialmente para quem faz a revisão do veículo antes de viajar, o presidente da Anfape afirma que serviços como funilaria e pintura também tem aumentado, devido ao volume de crédito para financiar.

PROJEÇÃO

A expectativa do segmento de reposição de peças é de crescimento entre 20% e 25% neste ano, sobre o acumulado de 2006.

De acordo com Fonseca, para 2008 a previsão é de expansão no mesmo patamar. “O mercado está bastante robusto por conta da frota circulante. A conseqüência desta série de recordes de vendas de veículos novos será sentida no mercado de reposição nos próximos anos”, ressalta.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;