Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 20 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Scotland Yard inicia caça aos autores de roubo milionário


Da AFP

23/02/2006 | 15:05


A polícia britânica deu início nesta quinta-feira a uma gigantesca operação de caça aos autores de um roubo espetacular que pode chegar a 50 milhões de libras em dinheiro (US$ 87,6 milhões), que seria o maior na história da Grã-Bretanha.

O roubo contra um depósito de segurança em Tonbridge, condado de Kent, 40 quilômetros ao sudeste de Londres, foi executado com "precisão militar" por ladrões profissionais. Segundo criminologistas e a polícia, os homens que cometeram o roubo receberam informações internas.

Adrian Leppard, assistente do chefe de polícia de Kent, confirmou que até o momento não foi efetuada nenhuma prisão vinculada ao roubo. "Porém, não tenho a menor dúvida de que capturaremos os ladrões", disse.
 
Leppard anunciou durante uma entrevista coletiva que a empresa Securitas ofereceu dois milhões de libras (US$ 3,5 milhões) por qualquer informação que ajude a recuperar o dinheiro roubado e a encontrar os ladrões.

Além do valor do roubo ser considerado muito alto, a ação do grupo de assaltantes armados foi cinematográfica, pois se passaram por policiais no principal depósito da empresa de transporte de dinheiro Securitas.

O crime aconteceu na terça-feira por volta das 18h30 GMT (15h30 de Brasília) depois que os criminosos seqüestraram o gerente do depósito e sua família.

Segundo fontes oficiais, um homem vestido com uma jaqueta como as usadas pelos policiais saiu de um carro que tinha os típicos faróis giratórios vistos nos automóveis policiais da Grã-Bretanha.

Por acreditar que eram policiais, o gerente se dirigiu ao carro, onde os bandidos o algemaram. Em seguida seqüestraram sua mulher e seu filho.

Depois, o gerente foi levado para o depósito. Dentro do local, os assaltantes executaram a ação. Ninguém ficou ferido.

A técnica utilizada pelos assaltantes do depósito de Tonbridge lembrou o procedimento usado em dezembro de 2004 em Belfast, Irlanda do Norte, pelo grupo que roubou 26,5 milhões de libras (US$ 48 milhões) de um banco, mas em cédulas novas.

As imagens da gravação de vídeo exibidas pela polícia nesta quinta-feira mostram os ladrões levando a quantia em dinheiro em um caminhão branco, do depósito da agência Securitas.

Nenhum assaltante pode ser visto com clareza no vídeo.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Scotland Yard inicia caça aos autores de roubo milionário

Da AFP

23/02/2006 | 15:05


A polícia britânica deu início nesta quinta-feira a uma gigantesca operação de caça aos autores de um roubo espetacular que pode chegar a 50 milhões de libras em dinheiro (US$ 87,6 milhões), que seria o maior na história da Grã-Bretanha.

O roubo contra um depósito de segurança em Tonbridge, condado de Kent, 40 quilômetros ao sudeste de Londres, foi executado com "precisão militar" por ladrões profissionais. Segundo criminologistas e a polícia, os homens que cometeram o roubo receberam informações internas.

Adrian Leppard, assistente do chefe de polícia de Kent, confirmou que até o momento não foi efetuada nenhuma prisão vinculada ao roubo. "Porém, não tenho a menor dúvida de que capturaremos os ladrões", disse.
 
Leppard anunciou durante uma entrevista coletiva que a empresa Securitas ofereceu dois milhões de libras (US$ 3,5 milhões) por qualquer informação que ajude a recuperar o dinheiro roubado e a encontrar os ladrões.

Além do valor do roubo ser considerado muito alto, a ação do grupo de assaltantes armados foi cinematográfica, pois se passaram por policiais no principal depósito da empresa de transporte de dinheiro Securitas.

O crime aconteceu na terça-feira por volta das 18h30 GMT (15h30 de Brasília) depois que os criminosos seqüestraram o gerente do depósito e sua família.

Segundo fontes oficiais, um homem vestido com uma jaqueta como as usadas pelos policiais saiu de um carro que tinha os típicos faróis giratórios vistos nos automóveis policiais da Grã-Bretanha.

Por acreditar que eram policiais, o gerente se dirigiu ao carro, onde os bandidos o algemaram. Em seguida seqüestraram sua mulher e seu filho.

Depois, o gerente foi levado para o depósito. Dentro do local, os assaltantes executaram a ação. Ninguém ficou ferido.

A técnica utilizada pelos assaltantes do depósito de Tonbridge lembrou o procedimento usado em dezembro de 2004 em Belfast, Irlanda do Norte, pelo grupo que roubou 26,5 milhões de libras (US$ 48 milhões) de um banco, mas em cédulas novas.

As imagens da gravação de vídeo exibidas pela polícia nesta quinta-feira mostram os ladrões levando a quantia em dinheiro em um caminhão branco, do depósito da agência Securitas.

Nenhum assaltante pode ser visto com clareza no vídeo.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;