Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 20 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Nacional

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

45% da água retirada dos mananciais é perdida


Do Diário OnLine

17/11/2007 | 11:08


Aproximadamente 45% da água retirada dos mananciais para abastecer as capitais do país é perdida antes mesmo de chegar às torneiras dos consumidores, revelou o estudo “Abastecimento de Água e Esgotamento Sanitário nas Capitais Brasileiras”, realizado pelo ISA (Instituto Socioambiental).

A quantidade de água desperdiçada equivale a 6,14 milhões de litros e sua principal causa são os vazamentos na rede. Segundo o ISA, a água perdida diariamente seria suficiente para abastecer 38 milhões de pessoas.

A capital campeã em desperdício é Porto Velho, com 78,8% de perda, enquanto o Rio de Janeiro tem a maior perda se considerado o volume total jogado fora (o equivalente a 618 piscinas olímpicas).

Por outro lado, Brasília (27,3%) e São Paulo (30,8%) são as capitais que menos desperdiçam água. No entanto, o nível de perda de água é considerado alto até mesmo nesses municípios. Segundo especialistas, o ideal seria entre 15% e 20% de perda, no máximo. 


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

45% da água retirada dos mananciais é perdida

Do Diário OnLine

17/11/2007 | 11:08


Aproximadamente 45% da água retirada dos mananciais para abastecer as capitais do país é perdida antes mesmo de chegar às torneiras dos consumidores, revelou o estudo “Abastecimento de Água e Esgotamento Sanitário nas Capitais Brasileiras”, realizado pelo ISA (Instituto Socioambiental).

A quantidade de água desperdiçada equivale a 6,14 milhões de litros e sua principal causa são os vazamentos na rede. Segundo o ISA, a água perdida diariamente seria suficiente para abastecer 38 milhões de pessoas.

A capital campeã em desperdício é Porto Velho, com 78,8% de perda, enquanto o Rio de Janeiro tem a maior perda se considerado o volume total jogado fora (o equivalente a 618 piscinas olímpicas).

Por outro lado, Brasília (27,3%) e São Paulo (30,8%) são as capitais que menos desperdiçam água. No entanto, o nível de perda de água é considerado alto até mesmo nesses municípios. Segundo especialistas, o ideal seria entre 15% e 20% de perda, no máximo. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;