Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 22 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Nacional

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Presos confinados em presídio de Araraquara realizam tumulto


Do Diário OnLine

10/07/2006 | 20:03


Os mais de mil presos que estão confinados num espaço de apenas 600 metros do presídio de Araraquara, no interior de São Paulo, realizaram um tumulto durante a tarde desta segunda-feira, no momento em que perceberam a passagem de um helicóptero no local. Os agentes dispararam balas de borracha, mas ninguém se feriu.

Apenas 25 detentos, com problemas de saúde, foram transferidos para outras unidades, onde há possibilidade de um atendimento médico adequado. No entanto, o local, que no momento abriga 1.443 presos em um pátio a céu aberto, tem capacidade para apenas 160 pessoas.

A cadeia foi destruída pelos próprios presos no dia 16 de junho, após ele organizarem uma rebelião. Segundo as informações do SPTV (TV Globo), ainda não há data certa para o início de uma reforma, mas a SAP (Secretaria de Administração Penitenciária) retirou nesta segunda os entulhos dos outros pavilhões, para que eles possam ser removidos dentro da própria cadeia.


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Presos confinados em presídio de Araraquara realizam tumulto

Do Diário OnLine

10/07/2006 | 20:03


Os mais de mil presos que estão confinados num espaço de apenas 600 metros do presídio de Araraquara, no interior de São Paulo, realizaram um tumulto durante a tarde desta segunda-feira, no momento em que perceberam a passagem de um helicóptero no local. Os agentes dispararam balas de borracha, mas ninguém se feriu.

Apenas 25 detentos, com problemas de saúde, foram transferidos para outras unidades, onde há possibilidade de um atendimento médico adequado. No entanto, o local, que no momento abriga 1.443 presos em um pátio a céu aberto, tem capacidade para apenas 160 pessoas.

A cadeia foi destruída pelos próprios presos no dia 16 de junho, após ele organizarem uma rebelião. Segundo as informações do SPTV (TV Globo), ainda não há data certa para o início de uma reforma, mas a SAP (Secretaria de Administração Penitenciária) retirou nesta segunda os entulhos dos outros pavilhões, para que eles possam ser removidos dentro da própria cadeia.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;