Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 15 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Rocam de São Bernardo pára por causa de capacetes vencidos


Luciano Cavenagui
Do Diário do Grande ABC

29/11/2007 | 07:20


Por causa da falta de capacetes, a Rocam (Rondas Ostensivas com o Apoio de Motocicletas) do 40º Batalhão, responsável pelo patrulhamento de metade de São Bernardo, praticamente parou de trabalhar. Quatorze capacetes tiveram o prazo de validade vencido e ainda não foram repostos. Somente dois foram substituídos e estão aptos para o trabalho.

Os policiais da Rocam, acostumados com a locomoção ágil das motos, foram deslocados para uma Base Comunitária Móvel que fica quase todo o tempo parada na Avenida Humberto de Alencar Castello Branco, no bairro Assunção.

Desgaste - Segundo PMs ouvidos pela reportagem, a validade de três anos dos capacetes venceu há cerca de 15 dias. Os instrumentos de segurança possuem películas e tecidos que se desgastam com o tempo e ficam endurecidos.

Nesses casos, o impacto de batidas ou acidentes não é absorvido.

Por causa do problema, o patrulhamento fica prejudicado nos bairros Parque Espacial, Demarchi, Parque Imigrantes, Alvarenga, Assunção e Parque dos Pássaros, entre outros.

“Quando recebemos a notícia, ficamos indignados. Isso é uma coisa que não poderia ocorrer. Estamos habituados com a rapidez do atendimento nas motos e agora ficamos parados na base”, reclamou um integrante da Rocam.

A opinião é compartilhada por outro colega. “A população, que paga impostos, é a mais prejudicada. O patrulhamento fica deficiente”, completou.

De acordo com os policiais, os capacetes só seriam repostos em um mês.

A reportagem solicitou explicações ao comando da PM do Grande ABC sobre o problema e suas conseqüências, mas não obteve resposta.


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Rocam de São Bernardo pára por causa de capacetes vencidos

Luciano Cavenagui
Do Diário do Grande ABC

29/11/2007 | 07:20


Por causa da falta de capacetes, a Rocam (Rondas Ostensivas com o Apoio de Motocicletas) do 40º Batalhão, responsável pelo patrulhamento de metade de São Bernardo, praticamente parou de trabalhar. Quatorze capacetes tiveram o prazo de validade vencido e ainda não foram repostos. Somente dois foram substituídos e estão aptos para o trabalho.

Os policiais da Rocam, acostumados com a locomoção ágil das motos, foram deslocados para uma Base Comunitária Móvel que fica quase todo o tempo parada na Avenida Humberto de Alencar Castello Branco, no bairro Assunção.

Desgaste - Segundo PMs ouvidos pela reportagem, a validade de três anos dos capacetes venceu há cerca de 15 dias. Os instrumentos de segurança possuem películas e tecidos que se desgastam com o tempo e ficam endurecidos.

Nesses casos, o impacto de batidas ou acidentes não é absorvido.

Por causa do problema, o patrulhamento fica prejudicado nos bairros Parque Espacial, Demarchi, Parque Imigrantes, Alvarenga, Assunção e Parque dos Pássaros, entre outros.

“Quando recebemos a notícia, ficamos indignados. Isso é uma coisa que não poderia ocorrer. Estamos habituados com a rapidez do atendimento nas motos e agora ficamos parados na base”, reclamou um integrante da Rocam.

A opinião é compartilhada por outro colega. “A população, que paga impostos, é a mais prejudicada. O patrulhamento fica deficiente”, completou.

De acordo com os policiais, os capacetes só seriam repostos em um mês.

A reportagem solicitou explicações ao comando da PM do Grande ABC sobre o problema e suas conseqüências, mas não obteve resposta.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;